Maria Aparecida Rodrigues Marques

Minha foto
Mimoso do Sul, ES, Brazil
Maria Aparecida Rodrigues Marques tel:28-99868860

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Reciclagem


Escola Municipal de Educação Infantil Jardim de Infância Corina Bicalho Guimarães
Professora: Maria Aparecida Rodrigues Marques
Turno: Matutino
Tema: Reciclagem
Público Alvo: Alunos de 4 anos \Jardim I-A
Tempo: 16 a 28 de Junho 2017

Sequência Didática
Eixos de Trabalho:
Identidade e Autonomia, Linguagem Oral e Literária, Comunicação e Expressão em Artes, Linguagem Musical, Linguagem, Linguagem Matemática, Ludicidade, brincadeiras e jogos, Natureza e Sociedade e Educação.
Competências:
*Estabelecer algumas relações sobre o Meio Ambiente e as formas de vida que  ali se estabelecem, valorizando sua importância para a preservação das espécies para a qualidade de vida.
*Despertar o interesse dos alunos para a reciclagem
*Conscientizar sobre a importância da coleta seletiva na comunidade.
*Conscientizar sobre a preservação ambiental, redução de consumo e redução de lixo.
*Identificar letra  R.
 Habilidades:
 * Saber o que é reciclagem e sua importância.
*Identificar os materiais que podem ser reutilizados.
     *Relacionar as cinco cores básicas aos lixos correspondentes. (Verde= vidro, Amarelo=metal; Azul= papel; Vermelho= plástico; Marrom= orgânico).
*Mudar as atitudes de consumo para colaborar com o planeta;
*   Sensibilizar os alunos a auxiliarem no cuidado com a escola, não jogarem lixo no chão;
*Ampliar conhecimento de letras e números;

Conteúdo(s) 
Reciclagem e Lixo.

Desenvolvimento

16/06 – 1º momento /Atividades de rotina
Hoje vamos falar sobre reciclagem. Reciclar é coletar e modificar um material que possa ser transformado em novos produtos. Temos um papel vital na educação ecológica, pois é geralmente na escola, que as crianças entram em contato pela primeira vez com a função individual que temos em preservar e manter o nosso planeta.
-Video da Turma da Mônica (Um plano para salvar o Planeta) e desenho livre.
-Massinha de modelar

19/062º momento /Atividades de rotina
Fazer uma proposta para a sala.
Vamos reciclar?
Observar a reação de todos.
Deixar que perguntem o que quiserem.
Este primeiro momento servirá para avaliar quais conhecimentos os alunos possuem sobre o tema e preparar as próximas aulas.
-É assim que se faz! Vamos separa o lixo?
-Massinha de modelar

20/06-3º momento /Atividades de rotina

Existem muitos materiais disponíveis sobre reciclagem. Escolher a forma de apresentá-los aos alunos (Notebook e cartazes). Explicar sobre os materiais que podem ser reciclados e os que não podem, as cores usadas nos postos de coleta de materiais reciclados e as curiosidades sobre reciclagem.
-Pinte cada lixeira com sua cor correspondente. Depois,  ligue cada tipo de lixo reciclavel à lixeira em que deve ser despejado.
-Massinha de modelar

21/06-4º momento /Atividades de rotina

Rever os conceitos do que pode e do que não pode ser reciclado. As cores, seus significados e o material correspondente. Esta revisão será importante para atividade que vamos fazer. Apresentar atraves de paineis as cores das lixeiras.
-Pinte a lixeira de acordo com a legenda e depois ligue os objetos na lixeira correta.

22/06-5º momento /Atividades de rotina

Solicitar que juntos escolham em qual local da sala ficará a base para coleta dos materiais recicláveis. Solicitar que os alunos tragam de casa para próxima aula, materiais para serem colocados no posto de coleta( para confeccão dos brinquedos).

-Ligue corretamente os objetos que cada criança separou para ser reciclado;


23/06-6º momento /Atividades de rotina
 -Agora vamos aproveitar e confeccionar alguns brinquedos.
- Pinte o que pode ser reciclados/Confecção de brinquedos reciclados;

26/06-7º momento /Atividades de rotina
-Recorte colagem de objetos que podem ser reciclados;
-Vamos continuar cofeccionando  brinquedos e cartazes para exposição.

27/06-8º momento /Atividades de rotina
- Quebra cabeça
-Vamos continuar cofeccionando cartazes (Mural Ecológico) e brinquedos reciclados;

28/06- 9º momento /Atividades de rotina
 -Hoje vamos treinar a letra R e organizar nossa Exposição (Objetos confeccionados pelos alunos)


Atividades:

16/06-Video da Turma da Mônica (Um plano para salvar o Planeta) e desenho livre.
19/06-É assim que se faz! Vamos separa o lixo? (Massinha de modelar).
20/06- Pinte cada lixeira com sua cor correspondente. Depois,  ligue cada tipo de lixo reciclavel à lixeira em que deve ser despejado.(Massinha de modelar).
21/06- Pinte a lixeira de acordo com a legenda e depois ligue os objetos na lixeira correta.

22/06-Ligue corretamente os objetos que cada criança separou para ser reciclado;

23/06- Pinte o que pode ser reciclados/Confecção de brinquedos reciclados;

26/06- Recorte colagem de objetos que podem ser reciclados/Confecção de briquedos reciclados;
27/06- Quebra cabeça/Confecção do Mural Ecológico e brinquedos reciclados;
28/06- Vamos treinar a letra R, Exposição/Desfile (Objetos confeccionados pelos alunos).

Recursos/ material de apoio de 16/06 a 28 de junho.

 CDs/ som, Sucatas, Papéis diversos, Internet/computador, Folhas xerocadas, Lápis, coloridos e giz de cera, Hidrocor, Máquina fotográfica, pincéis, Painéis, Vídeo,
Jornal, Livros de literatura infantil, Cola, Tesoura, Tecidos, Globo terrestre
Garrafas pets, Sacos de lixo, Latões de lixos, revistas, Pen drive, Tintas e papéis diversos nas cores: azul para papel/papelão, vermelho para plástico, verde para vidro, amarelo para metal e marrom para matéria orgânica.
Etiquetas com o nome de cada material a ser reciclado (Papel, Vidro, Metal, Plástico e Matéria orgânica).

 Avaliação:

 Será através do envolvimento, participação e criatividade das crianças no decorrer das atividades propostas

terça-feira, 30 de maio de 2017

Festa Junina/Arraiá do Cocoricó

Escola Municipal de Educação Infantil Jardim de Infância Corina Bicalho Guimarães
Professora: Maria Aparecida Rodrigues Marques
Turno: Matutino e Vespertino
Tema: Festa Junina/Arraiá do Cocoricó
Público Alvo: Alunos de 4 anos \Jardim I-A
Tempo: 29 de maio a 01 de junho de 2017



Eixos de Trabalho:

Identidade e Autonomia, Linguagem Oral e Literária, Comunicação e Expressão em Artes, Linguagem Musical, Linguagem, Linguagem Matemática, Ludicidade, brincadeiras e jogos, Natureza e Sociedade e Educação.

Competências:
Enriquecer o conhecimento da turma quanto aos costumes das festas juninas, através de atividades lúdicas e prazerosas, contribuindo para a socialização dos alunos.
Conhecer alguns aspectos que deram origem as festividades juninas; 
*Identificar a Letra C e número 6;
Habilidades:
 *Investigar os saberes prévios do educando sobre as festividades juninas, promovendo roda de conversa para reflexões desses saberes;

*Ampliar conhecimento de letras e números;

Conteúdos:

*Festa Junina;
*Músicas juninas;
*Comidas típicas;
* Introdução da letra C e número 6;             
*Recorte e colagem;
*História.

 Desenvolvimento:

29/05 – 1º momento /Atividades de rotina

Hoje vamos falar sobre Festa Junina...Música (Sai preguiça, Cocorico e Bate coração).
 Desenho livre, Circule a letra C.(ensaio);
MOMENTO – Solicitar que os alunos lembrem-se da festa junina vivenciada por eles dentro e fora do espaço escolar, e relatem como foi está experiência. Em seguida, peça para dizerem e registrarem por meio de desenho livre;

30/05- 2º momento /Atividades de rotina

 - Retomar o assunto;

 - História ( Origem da festa junina);
 - Montar painéis com os alunos sobre a festa junina (comidas típicas, danças,) e ensaio;
 -Circule o número 6;

31/05- 3º momento /Atividades de rotina

- Retomar o assunto;
-Pintura (personagens do Cocorico);
- Confeccionar bandeirinhas juntamente com os alunos para enfeitar a sala e ensaio;
- Recorte e cole letras do seu nome nas bandeirinhas;

01/06- 4º momento /Atividades de rotina

Retomar o assunto  Festa Junina /Arraiá do Cocoricó
-Dança Junina

Atividades:

29/05 –desenho livre e ensaio;
30/05- Recorte colagem sobre festa Junina e ensaio;
31/05- Pinte os personagens do Cocorico e ensaio;
01/06- Festa Junina (dramatização da música sai preguiça e Bate coração);

Recursos/ material de apoio de 29 de maio a 01 de junho.

Músicas, Colagem, Recortes, Produção de enfeites para a sala, Brincadeiras Juninas, Tradições, Comidas típicas, Origem da Festa Junina… Orientação sobre a importância do evento, participação da família, confecção dos enfeites da festa, cantar e dançar músicas típicas para a apresentação, brincadeiras típicas…

Avaliação:

 Será através do envolvimento, participação e criatividade das crianças no decorrer das atividades propostas.

Plantas

Escola Municipal de Educação Infantil Jardim de Infância Corina Bicalho Guimarães
Professora: Maria Aparecida Rodrigues Marques
Turno: Matutino e Vespertino
Tema: Plantas
Público Alvo: Alunos de 4 anos \Jardim I-A
Tempo: 22 a 26 de maio de 2017


Eixos de Trabalho:

Identidade e Autonomia, Linguagem Oral e Literária, Comunicação e Expressão em Artes, Linguagem Musical, Linguagem, Linguagem Matemática, Ludicidade, brincadeiras e jogos, Natureza e Sociedade e Educação.
Competências:
 *Despertar o interesse sobre plantas, reconhecendo-as como seres vivos, oportunizar o conhecimento de sua importância para o meio ambiente e para nossas vidas.
*Identificar a Letra M e número 5;
 Habilidades:

* Compreender a importância das plantas para o meio ambiente;
* Identificar alguns tipos de plantas;
*Identificar e nomear as partes da planta;
 *Ampliar conhecimento de letras e números;
Conteúdos:
*Plantas;
*Planta e suas partes;
*Funções das partes das plantas;
*A importância das plantas para o meio ambiente;
*Cuidados com as plantas;
* Introdução da letra M e número 5;             
*Recorte e colagem;
*História.

Desenvolvimento:

22/05 – 1º momento /Atividades de rotina
Hoje vamos falar sobre as plantas...música (Dona Arvore).
 Desenho livre

Dona Árvore (letra)

Tronco, folha, galhos tem
Fruto e flores e raiz
Dona árvore vai bem é muito feliz
Subir, subir, vamos subir
Sou macaquinho e eu não vou cair

Após a audição da música, o professor questionará os alunos:

- Sobre o que fala a música?
- Quais as partes de uma planta/árvore são citadas na música?
- Além das partes da planta citada na música, como:  tronco, folha, fruto, flores, raiz, o que falta para a planta estar completa? (Sementes).
- A música fala de tronco da árvore. Que outro nome é dado para esta parte da planta? (Caule).
- Os galhos fazem parte de que parte da planta? (Caule).

23/05- 2º momento /Atividades de rotina

*Funções das partes das plantas
- O professor iniciará esta segunda etapa, apresentando alguns vídeos no notebook
(História da sementinha).
- Em seguida, discutirá com os alunos sobre:
- O que deu origem a uma nova planta? (Semente).
- O que a semente precisou para crescer.
- Após o desenvolvimento e crescimento da semente, no que ela se transformou?
- Ela era uma planta completa? sim
- Quais as partes podem ser observadas na planta da história?
Caule, raiz, folha, flores...
- Como a planta consegue se manter em pé? Raiz
- O que a fixa a planta na terra? Raiz
- As hipóteses dos alunos deverão ser registradas em um cartaz.
 - Recorte e colagem partes das plantas.

24/05- 3º momento /Atividades de rotina
- Retomar o assunto e pintura (partes da planta);

25/05- 4º momento /Atividades de rotina
Retomar o assunto e Quebra cabeça (partes da planta);

26/05- 5º momento /Atividades de rotina
Retomar o assunto e Ligue as partes da planta;

Atividades:

22/05 – Música e desenho;
23/05- Recorte colagem partes das plantas e jogos de encaixe;
24/05- Pinte as partes da planta e música;
25/05- Quebra cabeça partes da planta;
26/05- Ligue as partes da planta;

Recursos/ material de apoio
22/05 - Lousa, giz, Notebook, caderno, borracha, lápis de cor e aparelho de som;
23/05- Lousa, giz, tesouras, revistas, cola e caderno;
24/05- Lousa, giz, chamex, caderno, lápis de cor e aparelho de som;
25/05- Lousa, giz, chamex, caderno, tesoura, borracha, lápis e cola;
26/05- Lousa, giz, lápis de cor, caderno e chamex;

Avaliação:


 Será através do envolvimento, participação e criatividade das crianças no decorrer das atividades propostas.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

PLANO DE AULA PARA SEMANA DE ADAPTAÇÃO

OBJETIVOS

– Envolver as famílias que chegam à escola pela primeira vez num clima de acolhimento, segurança, cuidado e afeto.

– Incluir as crianças na construção do espaço e do tempo da escola (rotina)
– Acolher as singularidades de cada criança e incluí-las no desenvolvimento das situações planejadas.
– Mediar as experiências da criança com a cultura
CONTEÚDOS

– Inclusão das famílias no processo de adaptação

– Envolvimento das crianças na construção da rotina
– Respeito e valorização das singularidades das crianças
– Mediação das experiências da criança com a cultura

IDADE

4 anos (a sequência pode ser adaptada para acolher crianças de até 5 anos)

TEMPO ESTIMADO

Duas semanas

MATERIAIS NECESSÁRIOS

– Objetos para casinha, bonecas, carrinhos, giz ou fita crepe, massinha, papel para desenho, fantasias;
– Uma caixa de papelão;
– Uma foto de cada criança;
– Fotos ou desenhos de situações da rotina;
– Livros de literatura infantil.


DESENVOLVIMENTO

A adaptação começa antes da entrada da criança na escola. Solicite, portanto, aos familiares que preencham previamente uma ficha, ou então, realize uma entrevista com perguntas que retratem quem é a criança: seu nome, se possui irmãos na escola, suas brincadeiras preferidas, comidas que aprecia ou não, se possui objetos de apego, chupeta e o que costuma gerar conforto ou desconforto emocional (por exemplo, a resistência para relacionar-se com pessoas estranhas).
Ao ler as fichas e estabelecer um primeiro contato com as crianças inicie o planejamento.

1º dia

Organize o ambiente contemplando, também, as preferências observadas nos relatos das famílias: por exemplo, um canto de casinha com carrinhos de boneca e bonecas; um outro, com carrinhos e algumas pistas desenhadas no chão com giz ou fita crepe; um canto com massinha ou materiais para desenho. O tempo de permanência da criança na escola pode ser aumentado gradativamente, mas é importante que nos primeiros dias uma pessoa de sua referência afetiva permaneça o tempo que for necessário próximo dela, mesmo que seja em outro lugar que não seja a sala de aula.
Já neste primeiro dia mostre que houve interesse em conhecer a história de cada um, faça comentários do tipo: “João, sua mãe me contou que você gosta muito de bola, você viu que aqui nesta sua escola você pode brincar de futebol? Veja quantas bolas separei para você, quer brincar comigo? ”, ou: “Marina, eu já sei que você adora massinha, vamos fazer um bolo e uma festa com seus novos colegas? ”.
No encerramento dessa proposta, anuncie para as crianças o que será feito a seguir. Faça um passeio pela escola e apresente os espaços e pessoas que pertencem a este lugar. Em seguida, apresente uma brincadeira cantada para as crianças e os pais. No final do dia faça uma roda de conversa com as crianças e relembre o que observou de mais significativo do movimento do grupo; narre algumas cenas que revelaram envolvimento, interesse e anuncie o que viverão no dia seguinte.
Solicite aos pais uma foto da criança para que seja organizado um canto do grupo na sala de aula.

Avaliação Observe e registre posteriormente as crianças que mais se envolveram com as propostas e as mais resistentes à aproximação dos adultos para pensar em formas de convite e construção de vínculos nas próximas situações.2º dia

Organize os cantos de atividades diversificadas de desenho, massinha, jogos e fantasias e compartilhe com as crianças as opções que terão neste dia. Procure circular pelos diferentes cantos e participe das situações junto com os pequenos.
Num outro momento, apresente para as crianças o canto que foi escolhido para colocar as suas fotos e envolva-as nesta situação. Crie um contexto de interação neste momento: ao colocar as fotos no painel cante músicas com os nomes das crianças ou então faça uma brincadeira referindo-se a algumas características físicas ou ações observadas no dia. Por exemplo: “está menina que vou mostrar agora brincou muito de bola, comeu muita banana e está ao lado do Lucas. Quem será? ”
Faça a leitura de uma história e mostre onde será o canto de livros do grupo.
No final, apresente uma caixa onde ficarão os objetos trazidos pelas crianças de casa.
Solicite aos pais que façam um desenho com seus filhos e tragam no dia seguinte para ser colado nesta caixa. Se possível tire uma foto do grupo para identificar este objeto que será de todos.

Avaliação. Observe a movimentação das crianças nos cantos e a forma de envolvimento com as propostas. Anote como foram as reações daquelas crianças mais caladas, das que resistem aos contatos, ou mesmo daquelas que demonstram uma certa euforia diante de tanta novidade.3º dia

Faça mais uma vez a brincadeira com as fotos das crianças e com as músicas “A canoa virou”; “João roubou pão”. Proponha mais uma vez os cantos de atividades diversificadas de massinha, casinha, pistas de carrinhos e bichos.
Monte com as crianças a caixa onde ficarão seus objetos e escolham um canto onde ela ficará guardada.

Compartilhe mais uma leitura e guarde mais um livro na biblioteca que será do grupo.

Encerre o dia recuperando oralmente o que foi vivido pelas crianças e anuncie algo que as aguardará no dia seguinte. Faça também um clima de surpresa, de expectativa para as novas experiências.

Avaliação. Invista na interação com as crianças que demonstram maior dificuldade e resistência. Chame-as para pegar algum material com você para a organização do ambiente, sente-se ao lado para fazer um desenho, faça você um mesmo um desenho ou escultura de massinha para que leve para casa e observe as reações a estas formas de convite. Não se esqueça de que aquelas crianças que aparentemente estão achando que tudo é uma “festa”, merecem um olhar especial, um colo, momentos de atenção para se entregarem às propostas e para compreenderem o que está acontecendo com elas.4º dia

Receba as crianças com os cantos de atividades diversificadas (no mínimo 3). Faça mais uma vez a brincadeira com as fotos. Apresente em forma de desenho ou por meio de fotografias das crianças, cada situação da rotina (o professor deve organizar este material previamente). Converse com as crianças o que fazem em cada momento e organize junto com elas a sequência temporal das atividades. Diga que essas fotos ou desenhos ajudarão a saber o que farão na escola e que logo após o lanche ou então da brincadeira no parque, por exemplo, seus pais voltarão para buscá-las. Cole o quadro da rotina num lugar de fácil acesso para as crianças.

Avaliação. Ao anunciar os momentos que retratam a rotina, diga às crianças que ainda choram e demonstram sofrimento em estar neste novo ambiente, quais são as situações que viverão e quando será o momento de reverem as pessoas de sua família todos os dias. Observe as reações e sempre que chorarem recorra a esta estratégia para ajudar a tranquilizar as crianças.5º dia.

Receba as crianças em roda e conte que escolheu montar os cantos que mais gostaram no decorrer da semana. Quando encerrar, recorra ao quadro da rotina para situar o que farão a seguir. Faça mais uma leitura e guarde mais um livro na biblioteca do grupo. Comente que, aos poucos, conhecerão muitas histórias. Em seguida, mude a atividade e faça com o grupo uma salada de frutas (se possível, peça no dia anterior que cada criança traga de casa uma fruta). Ou então, no lanche, faça um piquenique no espaço externo da escola.
Encerre o dia com uma brincadeira. Conte que ficarão dois dias em casa sem vir para a escola, mas que muitas novidades as aguardam na próxima semana. Fale que brincarão muito e que o professor estará sempre presente quando precisarem de algo.
Avaliação. Ajude as crianças mais resistentes à aproximação a transformarem sentimentos em palavras. Reconheça os desafios ainda existentes, mas reafirme que na próxima semana estará novamente na escola para recebê-las e investigar quais são as brincadeiras e outras situações que lhes farão se sentir bem neste ambiente. Se possível, empreste algum livro ou brinquedo e peça para que cuide bem e traga novamente para a escola na próxima semana. Isso ajudará neste processo de construção de vínculo com a escola e com o educador.
Revista Escola

ENSINANDO COM AMOR E NÃO POR AMOR!!

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email