Maria Aparecida Rodrigues Marques

Minha foto

Professora Maria Aparecida R. Marques mas podem me chamar de (Cida Marques) Professora graduada em pedagogia pela Fundação Universidade do Tocantins e Pós Graduada em Artes, Gestão Publica , Educação Infantil e Series Iniciais pela Faculdade de administração FACEL. Professora concursada em duas matriculas pela rede municipal. Contato pelo email: cidarmarques2@hotmail.com tenho 45 anos, sou casada, tenho dois filhos lindo, um de 05 anos e o outro 24 anos. Trabalho na Educação Infantil municipal a 22 anos. Amo o que faço, busco sempre melhorar, procuro entender meus alunos para poder ajudá-los. Para mim ser professora é uma missão. Agradeço a Deus por ter me dado essa oportunidade e os meus pais por terem me incentivado.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Regrinhas e Combinados –

Os Combinados da Turma
Fazer combinados não significa apenas captar a opinião dos alunos e construir um cartaz bonito com as responsabilidades do grupo. Significa também uma mudança de postura por parte do educador. O professor precisa abandonar os velhos métodos autoritários e se propor a construir uma relação afetiva com sua turma. Precisa estar disposto a ouvir, a respeitar cada criança, a conquistar a confiança da turma. Precisa estabelecer limites justos, que ajudem a criança a se desenvolver moralmente, em vez de causar apenas humilhação e revolta. Agindo assim, normalmente o professor leva mais tempo para conquistar o respeito da turma, porém, quando essa conquista ocorre ela é permanente, pois o professor atinge uma autoridade que não se baseia apenas no medo, mas numa verdadeira relação de confiança e admiração pelo mestre. Quando educamos as crianças para se comportar bem em função do medo de receber punição, corremos o risco de formar pessoas capazes de obedecer quando são vigiadas, mas que agem de forma anti-ética quando “ninguém está olhando”. Os combinados ajudam a criar uma cidadania autêntica e não apenas um jogo de hipocrisia social onde o que vale é a aparência de bondade.
A sala de aula é um reflexo da bagagem que o aluno traz de casa. Se uns não dão trabalho, sabem se comportar e ter disciplina, outros acreditam que estão na própria sala de estar, onde fazem o que querem. Por isso, é importante estabelecer regras desde o primeiro dia, para evitar a indisciplina.
O ambiente de uma sala de aula de Educação Infantil deve ser agradável e prazeroso, de maneira que promova relações estimuladoras de desenvolvimento da criança com o professor, com os estudos, com outras crianças e com as regras.
A maneira de conduzir a relação entre os alunos, interagir com eles e propor as atividades interfere na aprendizagem.


Dinâmica Bem Vindo para volta às aulas


*Fazer a apresentação das pessoas e promover a integração do grupo.
*Entregar a cada aluno um círculo de papel com seu nome (crachá).
*Passar um saco com pares de balas doces para que cada pessoa retire uma.
*Pedir que cada um procure seu par (de bala igual) e sente-se ao seu lado.

Trabalho em duplas: conversar com o par sobre a origem/escolha do seu nome, idade, signo, música e filme de que gosta, desejos etc, por 5 minutos.

Trabalho em grupo: pedir que formem um círculo e que cada um apresente o seu par dizendo que descobriu sobre a outra pessoa. A medida que se apresentam, colocam um no outro o crachá com o nome, desejando boas-vindas.
Pedir para estarem atentos às apresentações, pois todos merecem ser bem recebidos.

Ao final, compartilhar: O que gostaríamos de encontrar neste grupo?
Encerrar com um aperto de mão e uma salva de palmas a todos.


quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Ensinar com amor e não por amor exige comprometimento e muita dedicação...

                                      
Não basta carregar consigo uma enorme bagagem intelectual, formada por conhecimento em diversas áreas do conhecimento, é preciso, além disso tudo, ter amor, comprometimento, dedicação e motivação para ajudar aqueles que estão à sua volta nas suas respectivas formações. Esta é a missão de um professor, que se compromete a ensinar crianças a adultos a ter uma visão de mundo, a conhecer o universo à sua volta e a se preparar tanto profissionalmente quanto pessoalmente em suas respectivas áreas e para os seus mais variados desafios. Aqueles que seguem esse caminho precisam ter o dom e o prazer em ajudar na formação dos milhares de educandos que chegam aos espaços educativos.
                                 
 "Eu escolhi ser professora porque o magistério é uma das profissões mais gratificantes que existem. É árdua, sem dúvida, mas indescritivelmente prazerosa. Conhecer nossos alunos, transmitir e receber conhecimentos, criar laços e ver o desenvolvimento de cada um é maravilhoso. Foram esses e muitos outros motivos que me influenciaram a atuar na área da Educação".
                             
Sou apaixonada pelo Ensino Infantil e  a cada dia que passa me sinto realizada com cada desafio. "Desde criança, eu adorava brincar de escolinha e sempre queria ser a professora. Minha educadora da pré-escola foi a minha inspiração, eu admirava o seu modo de ensinar e tratar os pequenos, sempre muito amorosa, caprichosa e comprometida.


 Aos 8 anos, eu ensinei os meus dois irmãos mais novos a ler e escrever. Meu avô sempre dizia: 'Essa vai ser  professora'. Hoje, eu me sinto realizada em sala de aula, adoro lidar com as crianças. Todos os dias uma novidade, um sorriso, um olhar, uma reação, uma alegria. Enfim, adoro o ambiente escolar, é um dos lugares onde eu me sinto feliz".
                                   
 "Sempre achei que tinha que haver alguém que fizesse a diferença na vida das crianças especiais. E, quando comecei a lecionar, ingressei numa sala que contava com dois alunos que precisavam de ajuda, pois eram especiais. Logo, fui procurar o que fazer para ajudá-los. Comecei a buscar conhecimento diferenciado, mas havia algo diferente na vida delas e na minha também. Comecei, então, a trabalhar a parte afetiva desses alunos e fui percebendo que oralmente consegui despertar o interesse delas em tudo o que lhes proporcionava, distribuindo, em conjunto, carinho e amor. Comecei fazer a diferença na vida deles, pois eu não me atentava apenas às atividades, mas, sim, em compartilhar o afeto", descreve.

Essa paixão a levou a especializações nessa área e a se dedicar ao ensino de crianças especiais.

 "Amo o que faço com eles, pois, na verdade, somos todos iguais".

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Estava dando boas-vindas à 2017 quando de repente pisquei e... era dezembro!



Que ano trabalhoso foi esse... Vocês puderam ver que não me fiz tão presente quanto em anos anteriores devido aos trabalhos paralelos ao blog, mas cada post de projetos realizados em sala de aula ou divulgação dos meus parceiros foi feito com muito carinho e amor, dentro das minhas possibilidades (e agenda).
Em 2017 o blog completou 10 anos e ganhou destaque na mídia , mas meu maior presente foi a possibilidade de ser conhecida entre as blogueiras (dia desses virei a "professora do blog" e nem estava divulgando o mesmo, mas achei o máximo a definição).
Pelo que já passou, fica o meu agradecimento aos erros e acertos, mas o foco está no que ainda virá. Novo ano, novos projetos, mas a mesma dedicação à este espaço que compartilho com vocês desde 2007. 
Obrigada de coração aos leitores, seguidores, apoiadores e críticos. 
Embora eu me divirta muito sendo a "A Professora que Ensina com Amor e não Por Amor ou a Professora do Blog", o que eu escrevo e compartilho tem o único e especial objetivo de interagir com os leitores, seguidores, Pais, Educadores, Pedagogos... Estarei postando artigos e atividades referentes a Educação Infantil. Alguns dos materiais encontrado aqui, tais como artigos e imagens, são de minha autoria, mas 50% foram coletados da Internet. Não tenho a intenção de violar os direitos autorias, se você tiver direito sobre alguma imagem ou texto, peço que entre em contato, assim se preferir eu posso retirar do blog ou colocar os devidos créditos.
Que em 2018 a gente continue nessa relação de amizade que eu tanto gosto!
Falando nisso, vou aproveitar as férias fazer algumas postagens de como Ensinar com amor e Não Por Amor... Se alguém quiser fazer algumas postagens também é só me enviar o texto com seu nome e foto, ok? .
Feliz Natal e Feliz Ano Novo, meus amores!

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

UMA ÁRVORE DE NATAL ESPECIAL


Queremos neste Natal, poder armar uma árvore dentro de nossos corações e nela colocarmos, no lugar de presentes, fotos de pessoas da nossa Família. 

Os que vivem longe e os que vivem perto;
os antigos e os mais recentes;
os que vemos todos os dias e os que raramente vemos;
os que sempre recordamos e os que às vezes esquecemos;
os das horas difíceis e os das horas alegres;
os que sem querer ferimos e os que sem querer nos feriram;
aqueles que conhecemos profundamente e aqueles que conhecemos superficialmente;
os que nos recordaram e os que recordamos, nossas Famílias humildes e nossas Famílias importantes, aqueles que nos ensinaram e os que deixaram-se ensinar por nós, uma árvore de raízes muito profundas para que os seus nomes nunca sejam arrancados de nossos corações.

Uma árvore de folhas muito largas para que os membros das famílias   de todas as partes, 
venham  se juntar aos existentes. Uma árvore de sombra muito agradável para que nossa amizade seja um momento de repouso na luta pela vida.

Que o espírito de Natal faça de cada lágrima um sorriso, da amargura a sabedoria e de cada coração uma casa aberta para receber a todos. 

Autora:Christina Tourinho 
Adaptado: por Cida Marques

CONFRATERNIZAÇÃO DE NATAL- JARDIM DE INFÂNCIA, ES.


                                

Com a chegada do fim do ano, muitas  escolas organizam eventos de encerramento do ano letivo e de comemoração ao Natal. Na quinta-feira passada , dia 07 de dezembro foi a vez da Turma do Jardim I A, matutino e vespertino do Centro de Educação Infantil Jardim de Infância "Corina Bicalho Guimarães" de Mimoso do Sul-ES” Realizar uma linda festa de encerramento do ano letivo com festa de Natal para os alunos. As crianças apresentaram uma dança  com a música-Vem que esta chegando o Natal  e se divertiram muito com os bombons e pirulitos que  Papai Noel distribuiu ! (Família x Escola).



                  
                   
                     Apresentação da Música "Vem que esta chegando o Natal"





                Papai Noel alegrando a criançada com bombons ,balas, pirulitos...





                                                            Brincadeiras Natalinas...

                                    
     




Brinquedos...
                                               
                                        Bolo, pipoca, refrigerante,picolé,doces...

                                             Até presentes para professora.




sábado, 2 de dezembro de 2017

domingo, 26 de novembro de 2017

26 de Novembro-Aniversario da Cidade de Mimoso do Sul-ES

          
Estamos trabalhando o Projeto  "Redescoberta do Município" , nossos alunos estão encantados com nossa história, Hino,   cores da Bandeira, Pontos Turísticos belíssimos,está sendo realmente muito gratificante. Vamos encerrar expondo os trabalhos dos nossos alunos em uma feira cultural, que vai acontecer dia 01 de dezembro de 2017, numa sexta feira.

                                  A cidade

A cidade é conhecida por seu turismo histórico cultural. A região é rica em atrativos arquitetônicos, com dezenas de fazendas do século XIX com jardins franceses, plantações de café e senzalas. Já próximo da sede do município, é possível observar as chácaras com arquitetura no estilo Art Nouveau e Art Déco, construídas no século passado.

                           História e Cultura

                       O município surgiu de uma parte territorial da Sesmaria ‘A Fazenda e Igreja N.S. das Neves da Muribeca”, fundada em 1581 pelo Pe. Almada, pertencente aos Jesuítas. Expulsos estes, no ano de 1759, período colonial pambalino, foram as terras arrematadas em hasta pública por Antonio Pereira da Silva Viana, no ano de 1776. 

Os povoadores vieram dos Estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro, fixando-se na localidade de Limeira, no atual distrito de Dona América, situado à margem esquerda do Rio ltabapoana, quase na confluência do Rio São Pedro. Sua formação está ligada à navegabilidade do Rio ltabapoana até o ponto em que as cachoeiras interceptavam a subida dos que, vindos do litoral e se aventuravam por essas terras. Limeira constituiu um importante porto fluvial, cujo movimento comercial e de transporte só veio decair com o advento da estrada de ferro, no final do século passado. A fertilidade do solo atraia novos desbravamentos na região. Em 1852, por iniciativa de Manoel Joaquim Pereira, surgiu a Povoação de São Pedro, que veio a ser sede do Município com o nome de São Pedro de Alcântara do ltabapoana, cujo território desmembrado de Cachoeiro de ltapemirim pela Lei Provincial n0 1, de 29 de julho de 1887, foi sede municipal até 1930. 

No local da sede atual, sua história nasce no dia 11 de outubro de 1852. Quando o Capitão Pedro Ferreira da Silva compra de José Lopes Diniz em Campos —RJ, junto ao tabelião José Francisco Correa, a Fazenda do Vale Mimozo (da Fazenda Palestina até o Porto da Limeira). 

O proprietário do Vale, Capitão Pedro, registra a fazenda no Arquivo Público da Província do Espírito Santo em 1865. Em 1896 recebe do Presidente do Espírito Santo Dr. Muniz Freire a Garantia de Posse, já que a sede da Fazenda havia se tornado Distrito de São Pedro do Itabapoana em 1892. Os Decretos estaduais n0 113 de 26 de novembro de 1930, e n0 3.468 de 1933, transferiram a sede municipal para a povoação de Mimoso, elevada à categoria da cidade com a denominação de João Pessoa, pelo Decreto-Lei estadual n0 15.177, de 31 de dezembro de 1943, o Município passou a chamar-se Mimoso do Sul. A primeira construção de peso da Fazenda Mimozo foi o casarão do Capitão Pedro Ferreira da Silva e de sua esposa D. Joana Felícia Paiva — aproximadamente em 1870. 

De sua descendência temos o filho Antão Ferreira da Silva que casou com Maria de Rezende da Silva, natural de São José do Calçado, dessa relação tiveram os filhos: Armilia, Amintha, Maria Josephina, Joanna e Pedro Antão. Antão Ferreira da Silva, faleceu no dia 17 de novembro de 1896, no distrito de São João Batista — Nova Friburgo-RJ, onde estava fazendo tratamento da tuberculose, dos seus filhos temos os seguintes matrimônios com suas respectivas heranças: -Armilia casou-se com Misael Ferreira de Almeida (bens imóveis e propriedades no Rio de Janeiro), tiveram dois filhos: Antão e Joanna; -Arminta casou-se com Coronel Nominato Ferreira da Silva, (Fazenda da Serra), tiveram uma filha: Maria da Conceição; -Joanna casou-se com Dr. José Ribeiro Monteiro da Silva (região do Belmonte e Bairro Pratinha - que recebeu seu nome), tiveram dois filhos que ainda morreram pequenos. 

Maria Josephina casou-se com o Coronel Gervásio Monteiro da Silva (São Gonçalo e Fazenda Mimozo), tiveram uma filha: Maria do Carmo. Dona Maria do Carmo ficou sendo a herdeira natural da Fazenda Mimozo, casou-se com Victor Leite, e dessa relação nasceram quatro filhos: Maria de Lourdes, Amelina, Hilda e Gil Leite. Nos dias atuais a família detém boa parte do patrimônio da Sede Urbana Municipal. 

Do ponto de vista social, os grupos aqui instalados, não tinham uma elite intelectual do porte da sede e comarca que era São Pedro do ltabapoana, mas tinham determinação perspectiva e vontade de crescer. O movimento crescente, gradativo favoreceu Mimoso a transferir primeiro todo o processo econômico, o capital girava em torno: da Estação Ferroviária, do Comércio, dos proprietários das fazendas vizinhas — segundo a vida política que culminou em novembro de 1930 com a aquisição de condição de Sede Municipal. Em 02 de novembro de 1930, uma caravana constituída por treze caminhões chefiada pela autoridade do Sr. Waldemar Garcia de Freitas, trazia de São Pedro, antiga sede do município, os arquivos das Repartições Públicas para Mimoso, que pelos Decretos n0 113 de 26/11/1930 e 3.468 de 1933, transformavam a então Vila de Mimoso em Sede do Município com o nome de João Pessoa, sendo nomeado o Sr. Pedro José Vieira para interventor. Sendo o mesmo o primeiro prefeito eleito de Mimoso do Sul pelo Partido da Lavoura em 1935. Todavia o Decreto Estadual n0 15.177 de 31/12/1943 de o nome definitivo à cidade de MIMOSO DO SUL. 

Foram seus Prefeitos de 1930 à época atual: Pedro José Vieira, Jasson Martins de Araújo (duas vezes), Anibal Athaide de Lima, David Fidalgo Ferreira, José Fernandes Tâmara, Carlos Figueiredo Cortes, Rubens Rangel, João Maximiano Guarçoni (duas vezes), Olímpio José de Abreu, Darcy Francisco Pires, Domingos Serenari Guarçoni, Fernando José Coimbra de Resende (duas vezes), Pedro José da Costa, Benedito Silvestre Teixeira (duas vezes), Ronan Rangel e na gestão atual José Carlos Coimbra de Resende, Flávia Cysne, Ângelo Guarçoni - Giló, Flávia Cysne

A economia de Mimoso do Sul é totalmente voltada para o comércio e para o setor agropecuário. Onde se baseia nas agriculturas do café arábica nas regiões mais baixas do município e café conilon nas áreas de montanhas. Também se destacam outras lavouras permanentes como laranja, banana, goiaba, coco-da-bahia, palmito, e também as lavouras temporárias como arroz, feijão, mandioca e milho. 

Outra fonte econômica em destaque é a pecuária leiteira, que chega em torno de 14.000 litros por ano. Mimoso é um dos municípios capixabas com maior número de cabeças de gado, cerca de 59.000 cabeças. Se destacam também a pecuária suína, equína, bubalina e aviária. 

A produção industrial de Mimoso do Sul basea-se nos setores de rochas ornamentais como o mármore e o granito, cuja produção é voltada para o mercado interno e externo como, Japão, Itália e Estados Unidos. 

Uma região rica em casarios históricos é o distrito de São Pedro que possui 41 patrimônios históricos e culturais. O distrito é também muito conhecido pelo tradicional Festival de Sanfona e Viola de São Pedro, em que ocorrem anualmente apresentações de atrações nacionais da música sertanejos e violeiros da região. 

festa da cidade, que acontece em data móvel, tem início geralmente na segunda quinta-feira do mês de julho. Já o Festival de Sanfona e Viola de São Pedro tem início entre a última semana do mês de julho ou na primeira semana do mês de agosto. 

Na época do carnaval, acontece um dos melhores carnavais do Espírito Santo com os desfiles dos blocos de ruas que animam os foliões. 

Um dos principais pontos turísticos de Mimoso do Sul são o mirante do Cristo Redentor, a Cachoeira das Graças, o pico dos Pontões (localizado no distrito de Conceição do Muqui) e a pedra Estrela d'Alva, onde, em dias claros, se avistam as praias de Marataízes. 

Fonte:http://www.portalmimoso.com.br/distritos/mimosodosul/

Como Chegar

A 173 quilômetros da capital Vitória. Acesso pela Rodovia do Sol e BR-101

Fonte:http://descubraoespiritosanto.es.gov.br

                Bandeira do Município                               




Brasão



Os principais Pontos Turísticos em Mimoso do Sul-ES

Um dos principais pontos turísticos de Mimoso do Sul são o mirante do Cristo Redentor, a Cachoeira das Graças, o pico dos Pontões (localizado no distrito de Conceição do Muqui) e a pedra Estrela d'Alva, onde, em dias claros, se avistam as praias de Marataízes.
Principais pontos turísticos de Mimoso:
1-Monumento ao Cristo Redentor (Sede)Obra inaugurada no governo municipal de Pedro José da Costa em 11 de julho de 1982, teve como construtor o Sr. Antônio Moreira.
2-São Pedro de Itabapoana (Distrito)
Sitio histórico. Antiga sede do município. Localizado à 30 km da sede.
3-Mina (sede)
Localizado no córrego Santa Marta no final da Rua São Sebastião.
4-Pocitos (sede)
Localizado à 4 km seguindo a Estrada de Ferro Leopoldina para Cachoeiro de Itapemirim. Fica no rio Muqui do Sul.
5-Cachoeira das Garças
Localizada no Rio Itabapoana. Dista à 30 km da sede na Estrada Mimoso-Apiacá.
6-Corredeira do poço D’antas'
Localizado no rio Muqui do Sul na Fazenda Poço D’antas no distrito Conceição do Muqui. Dista 32 km da sede.
Localizado no rio Muqui do Sul na Fazenda Poço D’antas no distrito Conceição do Muqui. Dista 32 km da sede. 
    Fonte:https://www.visiteobrasil.com.br

                       As Sete Maravilhas de Mimoso do Sul-ES

Cristo Redentor

Construído em 1982 pelo então prefeito Pedro José da Costa;
Sempre de braços abertos para receber os turistas, mas a estrada é de difícil acesso e existe pouco investimento no local;
No local há santuário, chafariz, igreja e alguns turistas fazem piquenique por lá.

 Pico dos Pontões

Localizado no distrito de Conceição de Muqui;
Local apropriado para turismo de aventura, como o rapel e paraquedismo;
Pouco investimento nessa área de turismo;
Altura de 1370 metros, de acordo com dados oficiais da internet;
Um dos Picos mais conhecidos e avistado em várias cidades do Estado

 Rio Itabapoana

Nasce no Pico da Bandeira e deságua na Barra do Itabapoana;
Grande variedade de peixes e a pesca em algumas áreas é proibida;
Divide o Estado do Espírito Santo com o Estado do Rio de Janeiro;
Local para fotografias privilegiadas;

 Serra das Torres

Pertence a Mimoso do Sul, Muqui e Atílio Vivácqua;
Altura acima de mil metros;
Grande reserva de mata atlântica;
Possui cachoeiras lindas, como a Cachoeira das Andorinhas;

Alguns pontos são chamdos de Peito de Moça, Estrela D’alva e Farol

  

 Teatro Stênio Garcia
Construído em 1952 pelo então prefeito senhor Rubens Rangel;
Na construção a sociedade se mobilizou e formou a equipe de pró melhoramento do Teatro;
Leva o nome de um famoso artista da terra da TV Globo Stênio Garcia;
Pouco incentivo a esse patrimônio.
 Sítio Histórico de São Pedro do Itabapoana
São Pedro era uma cidade, mas foi tomada em 02 de novembro de 1930 e passou a ser um distrito;
Já teve farmácias, supermercados, comércios varejistas, selarias, muitos automóveis;
Realiza o tradicional Festival de Inverno de Sanfona e Viola e é conhecido nacionalmente.
Também realiza o evento “Vem Viver o Patrimônio.

Linha Férrea
Construída pelos ingleses em 1898;
Foi desativada há aproximadamente pela FCA.
Fonte:http://www.mimosoinfoco.com.br

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Dia Nacional da Consciência Negra-20 de Novembro

Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro em todo o país. A data homenageia o Zumbi, um escravo que foi líder do Quilombo dos Palmares. Zumbi morreu em 20 de novembro de 1695. 
O objetivo do Dia da Consciência Negra é  refletir sobre a importância do povo e da cultura africana, assim como o impacto que tiveram no desenvolvimento da identidade da cultura brasileira.
Na Educação Infantil trabalhamos com historias, desenho livre, recorte e colagem ,dobraduras,Releitura, musica,massinha de modelar, teatro, Desfile, poesia,pintura, videos etc.
    História( Professora Joana)
      O menino de Todas as Cores
Era uma vez...
 
Dobradura/Pintura/Musica

Em Alguns Estados é Feriado Estadual o Dia da Nacional  da Consciência Negra-20 Novembro.
  • Alagoas - Todos os municípios, Lei Estadual Nº 5.724/95
  • Amazonas - Todos os municípios, Lei nº 84/2010
  • Amapá - Todos os municípios, Lei Estadual Nº 1169/2007
  • Bahia - 3 municípios
  • Espírito Santo - 2 municípios
  • Goiás - 4 municípios
  • Maranhão - 1 município (Pedreiras)
  • Minas Gerais - 11 municípios
  • Mato Grosso do Sul - 1 município (Corumbá)
  • Mato Grosso - Todos os municípios, Lei Estadual Nº 7879/2002
  • Paraná - 3 municípios
  • Rio de Janeiro - Todos os municípios, Lei Estadual Nº 4007/2002
  • Rio Grande do Sul - Todos os municípios - facultativo, Lei Estadual nº 8.352
  • São Paulo - 102 municípios
  • Tocantins - 1 município (Porto Nacional).

Origem do Dia Nacional da Consciência Negra

O Dia da Consciência Negra foi estabelecido pelo projeto Lei nº 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, apenas em 2011 a presidente Dilma Roussef sancionou a Lei 12.519/2011 que cria a data, sem obrigatoriedade de feriado.
No entanto, atualmente, o Dia Nacional da Consciência Negra é considerado feriado em mais de mil municípios

História de Zumbi

No período do Brasil colonial, Zumbi simbolizou a luta do negro contra a escravidão que sofriam os brasileiros de etnia negra. Zumbi morreu enquanto defendia a sua comunidade e lutava pelos direitos do seu povo.
Os quilombos, liderados por Zumbi, formavam a resistência ao sistema escravocrata que vigorava, e eram os principais responsáveis pela preservação da cultura africana no Brasil.
Zumbi lutou até a morte contra a escravidão, que só viria em 1888, com a abolição oficial da escravatura no Brasil, cerca de 193 anos após sua morte.

sábado, 18 de novembro de 2017

Trabalhando o dia da Bandeira-19 de Novembro

  



Iniciei a aula explicando que dia 19 de novembro era uma data muito importante para nosso País, pois é o dia da BANDEIRA. É um símbolo que pode representar um clube esportivo ou um time, uma família – com o brasão da mesma, uma organização – como a Cruz Vermelha, uma Cidade, um Estado ou um País – a pátria de cada um de nós.
Esse símbolo que se caracteriza em forma de objeto, pode ser feito de tecido, papel ou plástico e é utilizado para divulgar o lugar ou organização a que representa.
A história nos conta que a bandeira foi inventada na Idade Média, onde os exércitos começaram a utilizar pedaços de pano com suas cores, para não se confundirem uns com os outros. Pequenas tiras de tecidos eram amarradas em varetas retiradas das árvores, hasteadas em locais visíveis. Aos poucos foram sendo aperfeiçoadas, tornando-se mais bonitas e com símbolos específicos.
No Brasil existe um dia especial para se comemorar o dia da bandeira, que é 19 de novembro, devido à bandeira de nosso país ter sido criada nesta data, no ano de 1889, quatro dias após a Proclamação da República de nosso país.
 Além da bandeira, existe também em nosso país um hino que faz referência à mesma, e às belezas naturais de nossa terra.


A bandeira do Brasil possui quatro cores sendo verde, amarelo, azul e branco, onde cada uma delas representa uma característica de nosso país.
O verde representa nossas matas, que são bem extensas;
O amarelo representa o ouro, muito encontrado em nossas regiões;
O azul é o que representa o imenso céu;
O branco representa a paz e a união do nosso povo.
Além das cores, existem 27 estrelas, que representam os estados do Brasil, bem como o lema que aparece na faixa branca que corta o círculo azul, com os dizeres “Ordem e Progresso”.
Para que uma bandeira seja considerada oficial, existe uma proporção de tamanho que deve ser seguida durante a sua confecção.
É dever da população zelar e respeitar por sua bandeira, como demonstração de amor e respeito à sua pátria.
Fonte|http://escolakids.uol.com.br/dia-da-bandeira.htm






            

ENSINANDO COM AMOR E , NÃO POR AMOR!

Plano de Aula, História, Relatório, sequência didática,Educação Infantil, Projetos,Releitura,Música,Brincadeiras Dirigidas, Teatro...

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email