Maria Aparecida Rodrigues Marques

Minha foto
Mimoso do Sul, ES, Brazil
Maria Aparecida Rodrigues Marques tel:28-999868860

segunda-feira, 20 de julho de 2009

PROJETO "FOLCLORE"







TEMA
Folclore
DURAÇÃO
Agosto de 2009

AUTORA:
Maria Aparecida Rodrigues Marques

CLIENTELA
Maternal II-B e Jardim I -B

ÁREA DE CONHECIMENTO
*Identidade e Autonomia
*Linguagem Oral e Escrita
*Matemática
*Artes
*Natureza e Sociedade
*Música
*Movimento

JUSTIFICATIVA:
O saber popular é um dos pontos de partida para o fazer pedagógico, buscando assim ampliar o conhecimento, compreensão e análise das conquistas dessa cultura e seus diversos determinantes, além da importância de se preservar as tradições de um povo.
OBJETIVOS:
• Repassar valores culturais.
• Conhecer e Resgatar a importância do Folclore.
• Conhecer músicas e brincadeiras folclóricas.
• Socializar.
• Estimular o ritmo.
• Desenvolver a linguagem oral e escrita.
• Desenvolver a criatividade.

DESENVOLVIMENTO:
No primeiro momento, trabalharemos Identidade e Autonomia, fazendo uma investigação com os alunos sobre os conhecimentos preexistentes sobre o assunto. Diante de explanações e questionamentos será feita uma listagem com os resultados obtidos:
- Roda da conversa (crianças em círculo)
- Explicar o que é folclore: são lendas, superstições, parlendas, brincadeiras, adivinhas.
Iniciaremos o projeto contando história sobre algumas lendas:
- Lenda do Saci
- Lenda da mula sem cabeça
- Lenda do Boto
- Lenda do Boitatá
- Lenda do Curupira
Trabalharemos com as lenda, contando-as e reproduzindo-as através de desenhos .
Na aula de Artes confeccionaremos máscaras variadas ( saci, sereia, curupira, caipora).
Na área de Matemática trabalharemos com jogos de memória, confeccionados pelos próprios alunos.
Também em Artes modelaremos o cachimbo do "saci-pererê" e o "Bumba-meu-boi".


SUGESTÃO DE HISTÓRIA


Era uma vez em uma floresta vários personagens lendários, que resolveram promover uma festa a fantasia para comemorar o dia do Folclore.
Começaram os preparativos: a decoração, a comilança e os convites.
O Sabiá se encarregou de levar os convites.
Tudo foi organizado na caverna da Cuca.
O Curupira foi responsável pelos doces e quase botou fogo nas panelas
A Iara trouxe os enfeites: pedras coloridas , conchas, estrelas-do-mar e peixinhos.
Chegou a grande hora. Os parentes, amigos e todos os lendários foram chegando.
O DJ era a Mula-sem-Cabeça que estava enlouquecida para agitar a galera.
Logo entrou o Saci Duas Pernas, o Lobiboi, a Iara Pocotó, o Curuiara, a Mula-com-Cabeca, o Bumba Tatá e outros conhecidos e desconhecidos.
A Iara falou:
- Todo mundo dançando! Vamos lá galera!
A bruxa Caxuxa gritou:
- Mexam o esqueleto!
O Boi-da-Cara-Preta mugiu:
- Não pisem nos pés dos meus filhinhos!
A festa estava muito divertida e foi até o amanhecer.
Dançaram até cansar e a caverna ficar vazia. Foi uma festa sensacional!
Há! O Boto-Cor-de-Rosa comeu todo


Aproveitaremos a aula de Linguagem Oral para trabalharmos com parlendas. Pseudo-leitura.

Uni duni tê
Salamê minguê
Um sorvete colorê
O escolhido foi você.
Lá em cima do piano
Tem um copo de veneno
Quem bebeu , morreu
O culpado não fui eu.
Lá na rua vinte e quatro
A mulher matou um gato
Com a sola do sapato
O sapato estremeceu
A mulher morreu
O culpado não fui eu.
Batalhão lhão lhão
Quem não entrar é um bobão
Abacaxi,xi,xi
Quem não sair é um saci
Beterraba, raba,raba
Quem errar é uma diaba
Borboleta, leta, leta
Quem errar é um capeta.
Hoje é sábado
Pé de quiabo
Amanhã é domingo
Pé de cachimbo
O cachimbo é de ouro
Bate no touro
O touro é valente
Chifra a gente
A gente é fraco
Cai no buraco
O buraco é fundo
Acabou-se o mundo.
Um, dois, feijão com arroz
três, quatro, feijão no prato
cinco, seis, no fim do mês
sete, oito, comer biscoito
nove, dez comer pastéis.
Quem foi a cotia
Perdeu a cotia
Quem foi pra Pirapora
Perdeu a hora
Quem foi prá Portugal
Perdeu o lugar
Quem foi à roça
Perdeu a carroça
Rico trigo
Um, dois, três
Lá vou eu!
Cadê o toucinho
Que estava aqui?
O gato comeu
Cadê o gato?
Fugiu pro mato
Cadê o mato?
O fogo queimou
Cadê o fogo
A água apagou
Cadê a água?
O boi bebeu
Cadê o boi?
Foi amassar o trigo
Cadê o trigo?
Foi fazer o pão
Cadê o pão?
O padre pegou
Cadê o padre?
Foi rezar a missa
Cadê a missa?
Já se acabou.

Ainda na aula de Artes, exploraremos a parlenda (recorte e colagem) e em Linguagem Oral, repetiremos as parlendas várias vezes para a memorização.
Também aproveitaremos esta aula para trabalharmos com adivinhas, lançando desafios de perguntas:
*O que é, o que é?

Em casa está calado,
No mato está cantando
(machado)
Nasce no mato,
Na mata se cria,
Só dá uma cria.
(bananeira)
Tem asa e não voa
Bico e não belisca
Anda e não tem pé.
(bule)
Quatro na lama,
Quatro na cama,
Dois parafusos,
E um que abana.
(vaca)
Verde come folha,
Encarnado come sangue,
Doce como o mel,
Amargo como o fel.
(café)
Tem dente, mas não come,
Tem barba, mas não é homem.
(alho)
Cai da torre,
Não se lasca,
Cai na água,
Se espedaça.
(papel)

Cai da torre,
D'água nasce,
Na água cresce,
Se botar n' água,
Desaparece.
(sal)
Uma bola, bem feita
De bom parecer,
Não há carpinteiro,
que saiba fazer.
(lua)
Do tamanho de uma bola,
Enche a casa até a porta.
(lâmpada)
Quando estamos em pé,
Ele está deitado,

No eixo Música e Linguagem Oral trabalharemos com as cantigas populares e conversaremos sobre as brincadeiras que fazem parte do Folclore.
Cantigas de roda
Ciranda cirandinha
Ciranda, cirandinha,
vamos todos cirandar,
vamos dar a meia-volta,
volta e meia vamos dar.
Ó senhora dona clara,
entre dentro desta roda,
diga um verso bem bonito,
diga adeus e vá-se embora.
Caranguejo não é peixe,
caranguejo peixe é,
caranguejo só é peixe
na enchente da maré.
O anel que tu me deste
era vidro e se quebrou,
o amor que tu me tinhas
era pouco e se acabou.
Vai embora, vai melão,
vai melão, vai melancia,
vai jambo, sinhá, vai jambo,
vai jambo, sinhá, bem doce.
Senhora dona sancha
Senhora dona sancha,
coberta de ouro e prata,
descubra seu rosto,
que eu quero ver sua cara.
Que anjos são esses
de noite e de dia
que andam me rodeando,
-padre-nosso, ave-maria.
Somos filhos de um rei
e netos de um visconde
que mandam que se esconda
debaixo de uma ponte.

Garibaldi

Garibaldi foi à missa
com o cavalo sem espora.
O cavalo tropeçou.
Garibaldi pulou fora.
Garibaldi foi à missa
com o cavalo sem espora.
O cavalo tropeçou.
Garibaldi pulou fora.
Garibaldi foi à missa
com o cavalo sem espora.
O cavalo tropeçou.
Garibaldi lá ficou

Se esta rua fosse minha

Se esta rua,
se esta rua fosse minha,
eu mandava,
eu mandava ladrilhar,
Com pedrinhas,
com pedrinhas de brilhantes,
só pra ver,
só pra ver meu bem


ATIVIDADES
Artes: quebra-cabeças sobre personagens das lendas, modelagem com massinha, jogo da memória, máscaras, montagem de um livro sobre o Folclore, oficinas de artes: montagem de pipas, bilboque, cata-vento,etc.
-Textos (poesias).
-Músicas.
-Cruzadinha.
-Atividades matemáticas.
-Histórias.
-Caça-palavras.
-Jogos e brincadeiras.
-Liga-pontos.
- Caixa de livros na sala de aula
- Rodas cantadas
- Jogos e brincadeiras
- Fantoches de dedo
- Painel na sala
- Jogos de encaixe de provérbios
- Dominó de adivinhas
- Dobradura de personagens lendários
Conceitos atitudinais
*Interesse e respeito pela sua cultura.
*Preservação pela tradição de seus costumes.

Sugestões de Brincadeiras:
• Amarelinha
• Bolinhas de sabão
• Bilboquê
• Gosta desse
• Passa anel
• Boca de forno
• Balança caixão
• Cabra cega
• Jogo da velha
• Seu reizinho mandou
• Boca de leão
• Viva o bandor
• Meia, meia lua
• Vai e vem, etc...
Questionaremos com os pais, quais as brincadeiras que eles já brincaram com seus filhos, resgatando assim as brincadeiras de antigamente.
No eixo Movimento, poderemos então trabalhar as brincadeiras propostas pelos alunos.

RECURSOS:
Materiais:
*Livros de Histórias sobre folclore;
*Materiais para confecção de máscaras: cartolina, lápis de cor ou giz de cera, tesoura, lastex.
* Massinha para modelagem;
*Materiais para oficina de Artes: garrafas plásticas, vazias (de refrigerante), papel sulfite, seda, fantasia, palitos de churrasco, cartolina, cola, tintas diversas.
*DVD - Sítio do Pica-pau Amarelo.
AVALIAÇÃO:
A avaliação será feita através da participação contínua durante as atividades propostas.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:
Livros :
• Dia- a - Dia do Professor
PINTO Gerusa Rodrigues e
LIMA Regina Célia Villaça Lima
Editora FAPI LTDA
Volume 3

ANEXOS:
Sites de pesquisas:

WWW.aprendemimosodosul.com.br
www.ifolclore.com.br
www.folclorebrasileiro.com.br

ATIVIDADES PARA O PLANO DE AULA -ESTAÇÕES DO ANO











domingo, 19 de julho de 2009

Projeto “Brincado, Descobrindo e aprendendo na Escola”


Projeto “Brincado, Descobrindo e aprendendo na Escola”
Público alvo: Maternal II-B e Jardim I-B
Duração: 2º bimestre.
Professora: Maria Aparecida R. Marques

Justificativa:
O projeto Jogos e brincadeiras visam trabalhar de uma forma lúdica e de vivência, estimulando o Raciocínio Lógico, a criatividade, auxiliando as crianças no processo de construção do conhecimento.
O desenvolvimento deste projeto pode potencializar essas capacidades, ampliando as possibilidades das crianças de compreenderem e transformarem a realidade.
Tendo em vista que, o jogo não pode ser visto apenas como divertimento ou brincadeira para desgastar energia, pois ele favorece os desenvolvimentos físicos, cognitivos, afetivos e principalmente a interação e o respeito pelos amigos.
"O professor não ensina, mas arranja modos de a própria criança descobrir".(Jean Piaget)
Objetivo Geral:
• Proporcionar as crianças a oportunidades de ampliar seus conhecimentos através de atividades lúdicas interativas e de vivência.
Objetivos Específicos:

Desenvolver nas crianças as capacidades e oportunidades de:
• Praticar, escolher, preservar, imitar, imaginar, dominar, adquirir competência e confiança e autonomia;
• Adquirir novos conhecimentos, habilidades pensamentos lógicos;
• Criar, observar, experimentar, movimentar-se, cooperar, sentir, pensar, memorizar e lembrar;
• Comunicar, questionar, interagir com os outros e ser parte de uma experiência social mais ampla em que a flexibilidade, a tolerância e a autodisciplina são vitais;
• Conhecer e valorizar a si mesmo e as próprias forças, e entender as limitações pessoais;
• Ser ativo dentro de um ambiente seguro que encoraje e consolide o desenvolvimento de normas e valores sociais.
• Promover a socialização e o respeito mútuo entre as crianças.
• Reforçar a importância do brincar.


• Conteúdos (Opções de Jogos)
• Quebra-cabeça com figuras,
• Dominó das letras,
• Jogo da memória com alimentos,
• Boliche;
• Peãozinho;
• Produção de massinha;
• Brincando com quebra-cabeça de madeira.

Brincadeiras dirigidas com regras simples:
• Cobra-cega;
• Andar de trem;
• Corre cotia;
• Batata quente
• Põe a mão na cabeça (musica da raposa);
• Vamos passear (jogo simbólico);
• Dança da cadeira;
• Dança com bexigas;


Ao longo do ano devem ser trabalhadas atividades lúdicas, procurando estimular o raciocínio lógico das crianças, onde podem confeccionar vários jogos, motivando-as a interagirem com o grupo. As aulas transformam-se em brincadeiras significativas, que possibilitarão as crianças construírem e conhecerem cada vez mais a si, a seus colegas, e ao meio no qual estão inseridas.
Recursos Utilizados: Cartolina, papelão, canetinhas, tinta guache, cola, farinha de trigo, palitos de sorvete, revistas, folhetos de supermercados entre outros.
Sugestões de Jogos:

1)- Quebra-cabeça com figuras

Objetivo:
Estimular a atenção, concentração e a capacidade de análise e síntese visual.

Procedimentos:
Selecionar figuras, que as crianças achem interessantes na revista recortá-las, colá-las em uma cartolina ou papel cartão, em seguida determinar as formas como serão divididas e recortadas em alguns pedaços. Em seguida a proposta é brincar de montar novamente as figuras encaixando as peças no lugar certo.


2)- Dominó dos números e quantidades

Objetivo:
Familiarizar as crianças com os números e suas respectivas quantidades, promovendo a discriminação e a comparação das diferenças;
Desenvolver a concentração.

Procedimentos:
O jogo foi confeccionado com caixas de pasta de dente, no total 27 peças por jogo de dominó, as peças foram compostas de números e quantidade, no momento do jogo as crianças observaram e encaixaram cada número próximo a sua quantidade. Todas as peças devem ser jogadas até que o dominó esteja exposto por completo para visualizarmos no chão.

3)- Jogo da memória com frutas,

Objetivo:
Desenvolver o raciocínio lógico, atenção, concentração, a memorização e principalmente a capacidade de observação.

Procedimento:
Recortar quadrados no tamanho 15X15 no papelão, onde devem ser desenhadas algumas frutas, escolhidas pelas crianças. As figuras devem ser confeccionadas em pares. Além de desenhar e pintar o material é muito divertido de brincar.

4)- Boliche

Objetivo:
Desenvolver noções de quantidade e seqüência numérica.

Procedimento:
Confeccionar um boliche com 12 garrafas pet, contendo a seqüência numérica de 1 a 12.
Ao apresentar o jogo os alunos irão se familiarizar com os numerais e em seguida, ao jogar, devem ser incentivados a contagem do numero de garrafas que foram derrubadas.

5)- Piãozinho;

Objetivo:
Desenvolver a concentração e a coordenação motora.

Procedimento:
Fazer canudinhos com revista, depois enrolá-los no palito de churrasco, colando-o próximo ao lado pontiagudo.


Sugestões de brincadeiras:


1)- Cobra-cega

Objetivo:
Estimular o desenvolvimento da percepção tátil.

Procedimento:
Todas as crianças deverão sentar-se na roda, uma delas será escolhida para ser a cobra-cega, esta terá os olhos vendados, ficando no centro da roda ao comando da educadora começara andar até chegar em uma criança passando as mãos em seu roto, cabelo e em seguida tentar identificá-la, esta dará continuidade ao jogo.


2)- Andar de trem;

Objetivo:
Contribuir para a socialização e a integração das crianças enquanto brincam.
Contribuir para o desenvolvimento da linguagem;
Contribuir para o desenvolvimento da expressão corporal.

Procedimento:
As crianças deverão andar com as mão no ombro do amigo, em forma de trem cantando a música e realizando os gestos propostos de acordo com a música: "Eu vou andar de trem".


3)- Corre cotia;

Objetivo:
Desenvolver a praxia global (coordenação motora) e agilidade corporal.
Procedimento:
As crianças sentarão em uma roda e cantarão a música "Corre cotia", uma será o comandante e outras respondentes, o comandante terá nas mãos um lenço e colocará (na ultima frase), atrás de uma criança. Essa criança deverá pegar o lenço e correr para pegar a que colocou esta deverá se sentar rapidamente no local da outra, e assim sucessivamente.


4)- Batata quente

Objetivos:
Contribuir para a socialização das crianças;
Desenvolver a atenção e a agilidade enquanto brincam.
Material:
Uma bola, ou algo para ser a batata quente.
Procedimento:
As crianças deverão permanecer sentadas no circulo, voltadas para o centro. Uma delas escolhida por sorteio começa a brincadeira sentada de costa para o grupo e cantando "batata-quente, quente,.....queimou". A criança que estiver com o objeto na mão neste momento deverá continuar cantando.


5)- Põe a mão na cabeça (musica da raposa)

Objetivo:
Contribuir para o desenvolvimento corporal identificando as partes do corpo;
Contribuir para a socialização das crianças e para o desenvolvimento da linguagem enquanto cantam a música.

Procedimento:
Ao cantarmos a música da raposa às crianças deverão repetir os gestos mostrando as partes do corpo nela referidas.


6)- Vamos passear (jogo simbólico).

Objetivo:
Desenvolver da imaginação e da fantasia, assimilação da realidade ao "eu".
Procedimento:
Através do "faz de conta", estimularemos as com algumas brincadeiras utilizando os materiais da sala.
Pois na sua imaginação ela pode modificar sua vontade, usando o "faz de conta", ainda mais quando expressa corporalmente as atividades.
Faremos de conta que estamos em uma floresta, e daremos inicio ao nosso passeio por esta aventura que imaginaremos juntos.


7)- Produção de massinha;

Objetivo:
Desenvolver a criatividade e a coordenação motora.
Procedimento:
Fazer a massinha com farinha de trigo, demonstrando todas as etapas para as crianças, em seguida dividir entre elas a massinha, pedindo-lhes que façam uma escultura para que possamos deixar secando para expormos no dia da apresentação do projeto.


Avaliação:

O brincar é de suma importância no desenvolvimento infantil por este motivo é importante desenvolver um projeto focado em jogos e brincadeiras.
Em todas as aulas as crianças devem ser convidadas a sentarem-se na roda de conversa, onde se discute sobre os mais variados assuntos (final de semana, meu brinquedo favorito, minha família, os combinados, a chamada entre outros); em seqüência apresenta-se à proposta, falando sobre o projeto e a atividade a ser trabalhada no dia vigente.
Todos devem saber o tema do projeto e o que este significa, todos devem ter acesso aos diversos tipos de jogos e brincadeiras, tanto livres como de regras simples, promovendo assim o desenvolvimento do raciocínio lógico de todo o grupo, respeitando a etapa desenvolvimento individual de cada criança.


Referência Bibliográfica:
• Livro do professor, Sistema de Ensino –Aprende Brasil - EDITORA POSITIVO.
• WWW.aprendemimosodosul.com.br
• Brandão, Heliana - O livro dos jogos e das brincadeiras para todas idades - Ed. Leitura.
• Revista nova escola - ano XXI nº 18 dezembro 2006 ed. Abril.
________________________________________

PLANO DE AULA - FESTA DO MUNICÍPIO DE MIMOSO DO SUL-ES



“CEIM Casulo Santa Terezinha do Menino Jesus”.
Data: 06 a 09 de julho de 2009
Assunto: Festa do Município.
Período: Maternal –II-B , Matutino
Professora: Maria Aparecida Rodrigues Marques e Julio Cezar de Oliveira

OBJETIVOS:

*Conhecer e Valorizar história do Município
*Conhecer e Identificar os pontos turísticos do Município;

*Socializar;
*Estimular a criatividade;


INCENTIVAÇÃO:

* Música
*Passeio

*História


DESENVOLVIMENTO:

- Organizar as crianças em rodinha de forma que todas possam interagir.

ATIVIDADES:

06/07 – História ( Do município) e brincadeiras dirigidas;
07/07 – Pintura ( Pontos turísticos do município) e música;
08/07 – Passeio para conhecer o local da festa
09/07 - Desenho livre

1. História


Situada no extremo Sul do ES, Mimoso do Sul recebeu muitos imigrantesAlemães durante o século XIX. Já recebeu as denominações de Ponte de Itabapoana, Monjardim e São Pedro entre outros, até o nome atual deMIMOSO DO SUL. Tem grande potencial de crescimento, privilegiada pela sua posição geográfica fica a 44 km de Cachoeiro de Itapemirim- ES, 87 km de Campos dos Goytacazes- RJ e 173 km de Vitória, com grande facilidade de entrada e escoamento de produtos, é a principal produtora de café do Sul do Espírito Santo, sendo o café e a agropecuária de corte e leitera a principal fonte de renda da cidade desde o século XIX. As indústrias da cidade basem-se em beneficiamento de Mármore e Granito, a produção é voltada para o mercado externo. Nascida entre montanhas, de topografia acidentada, rica em minerais, pedras preciosas e água doce, de clima agradável e com vários pontos turísticos.

O Mimosense de maior destaque foi o ator Stênio Garcia.
O comércio se destaca com produtos da terra, alguns feito artesanalmente, como por exemplo, a goiabada cascão, o grande Camarão da Malásia.
O esporte mais praticado na cidade é o futebol que tem como destaque o time da cidade o Mimosense Futebol Clube , que já revelou grandes nomes do futebol brasileiro como: o zagueiro Odvan que atuou no Vasco , o atacante Ademilson que atuou no Botafogo e no Fluminense.
2. Turismo

Museu São Pedro
Uma região rica em casarios históricos é o distrito de São Pedro que possui 41 patrimônios históricos e culturais. O distrito é também muito conhecido pelo tradicional Festival de Sanfona e Viola de São Pedro , em que ocorrem anualmente apresentações de atrações nacionais da música sertanejos e violeiros da região.

A festa da cidade, que acontece em data móvel, tem início geralmente na segunda quinta-feira do mês de julho. Já o Festival de Sanfona e Viola de São Pedro tem início entre a última semana do mês de julho ou na primeira semana do mês de agosto. Durante a festa são realizados passeios ecológicos, a descida do rio Muqui do Sul de caiaque e caminhada até São Pedro, no programa "Caminhos do Campo".
Na época do carnaval, acontece um dos melhores carnavais do Espírito Santo com os desfiles dos blocos de ruas que animam os foliões.

Pontões
Um dos principais pontos turísticos de Mimoso do Sul são o mirante doCristo Redentor , a Cachoeira das Graças , o pico dos Pontões(localizado no distrito de Conceição do Muqui) e a pedra Estrela D'Alva , onde, em dias claros, se avistam as praias de Marataízes .
3. Geografia
Mimoso está localizado à 173 km de Vitória, na mesorregião Sul-Espíritossantense. Seu relevo é relativamente acidentado com 69% de sua área acima dos 600m. Possui 867 km de extensão territorial sendo a terceira maior em extensão territorial do Sul do ES, perdendo apenas paraAfonso Cláudio e Cachoeiro de Itapemirim.
Os pontos mais altos são: PONTÕES com 1.938 metros de altitude, localizado no distrito de Conceição do Muqui. O pico do ESTRELA DALVA com 1.050 metros de altitude, localizado no distrito de São José das Torres. Pico do FAROL com 800 metros de altitude, localizado em São José das Torres e o pico da TORRE DE TV com 700 metros de altitude, localizado em Mimoso do Sul.
3. 1. Hidrografia
A cidade pertence a bacia do Rio Muqui e Rio Itabaopana.

3. 2. Rodovias
• ES-177
• ES-391
• BR-101
• ES-297
4. Administração
• Prefeito: Angelo Guarçoni (2009/2012)
• Vice-prefeito: Pedro Costa
• Presidente da câmara: Hércules Maurício (2007/2008)
5. Economia
A Participação na economia do estado com seu pontencial de produção decafé conilon e arábica no distrito de Conceição do Muqui e ainda a agropecuária de corte e leiteira. As indústrias da sede são as de serragem e beneficiamento de mármore granito. A produção é basicamente voltada para o mercado externo: Mercosul, Itália, Alemanha, Indonésia e Japão no mercado mundial. E relações comercias internas com Minas Gerais, São Paulo, Distrito Federal e Nordeste. O solo do lugar é rico em mármore, granito, pedra preciosas e sobra lugar para águas marinhas (pedra preciosa).
Até 2010 o governo do estado investirá em recursos para Mimoso do Sul. Alguns dos investimentos feitos já implantados pelo governo fedral são:Posto da Polícia Rodoviária Federal será o maior posto de fiscalização da América Latina; Usina hidrelétrica em Ponte do Itabapoana, fará abastecimento de energia em Mimoso e Apiacá.
6. Suas distâncias
• Vitória: 173 km
• Colatina: 287 km
• Linhares: 310 km
• Cachoeiro de Itapemirim: 44km (via Muqui), 56 km (via BR 101)
• Muqui: 15 km
• Rio de Janeiro: 328 km
• Belo Horizonte: 355 km
7. Ligações externas
• Página da prefeitura
8. Referências
1. ↑ Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
2. Estimativas da população para 1º de julho de 2008 (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de agosto de 2008). Página visitada em 5 de setembro de 2008.
3. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
4. ↑ Produto Interno Bruto dos Municípios 2002-2005. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (19 de dezembro de 2007). Página visitada em 11 de outubro de 2008.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

PLANO DE AULA - ESTAÇÕES DO ANO


“CEIM Casulo Santa Terezinha do Menino Jesus”.
Data: 01 a 03 de julho de 2009
Assunto: Estações do Ano.
Período: Maternal –II-B , Matutino
Professora: Maria Aparecida Rodrigues Marques

OBJETIVOS:

*Identificar as estações do ano;
*Saber identificar o tipo de vestuário e alimentação adequado às estações;
*Desenvolver a linguagem oral;
*Estimular a criatividade;
*Socializar;
*Desenvolver a atenção e o
raciocínio

INCENTIVAÇÃO:

* Música
*Poemas;

*Fantoches;;

*Livro das Estações;

*Artes;
* Brincadeiras

DESENVOLVIMENTO:

- Organizar as crianças em rodinha de forma que todas possam olhar-se e interagir.
Conversar sobre as Estações do ano.

ATIVIDADES:

01/07 – História ( As estações do ano) e brincadeiras dirigidas;
02/07 – Pintura ( As estações do ano) e música;
(03/07 – Confecção do livro

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email