Maria Aparecida Rodrigues Marques

Minha foto

Professora Maria Aparecida R. Marques mas podem me chamar de (Cida Marques) Professora graduada em pedagogia pela Fundação Universidade do Tocantins e Pós Graduada em Artes, Gestão Publica , Educação Infantil e Series Iniciais pela Faculdade de administração FACEL. Professora concursada em duas matriculas pela rede municipal. Contato pelo email: cidarmarques2@hotmail.com tenho 45 anos, sou casada, tenho dois filhos lindo, um de 05 anos e o outro 24 anos. Trabalho na Educação Infantil municipal a 22 anos. Amo o que faço, busco sempre melhorar, procuro entender meus alunos para poder ajudá-los. Para mim ser professora é uma missão. Agradeço a Deus por ter me dado essa oportunidade e os meus pais por terem me incentivado.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Sugestão de cantinhos para sala de aula

Cantinho da Leitura:


Nesse "cantinho" devem conter livros de histórias infantis diversas adequadas à faixa etária dos alunos.
Praticamente todas as salas de aula de turmas iniciais já possuem este "Cantinho" que deve ser feito com estantes da altura das crianças e almofadas coloridas ou tapete emborrachado para a Hora do ouvir e contar histórias – Se na sua escola as crianças tem que ir até outra sala para realizar esta atividade ou se os livros ficam escondidos e longe do alcance dos pequenos – Repense esta prática! É muito importante que as crianças tenham contato com os livros, e os identifiquem como algo do seu dia a dia, que está ao seu alcance, com o que pode contar. Isso facilitará todo o processo de alfabetização e será imprescindível para tornar seu aluno um futuro leitor.





Cantinho da Música:


Sabemos que nem sempre é possível termos dentro de sala de aula um aparelho de som à disposição, porém este cantinho deve ser mantido dentro das possibilidades. Sugerimos gravar em CDs ou Fitas Cassete diferentes estilos musicais escolhidos pelo professor e pelo menos 1 preferido de cada aluno.
Temos várias sugestões de trabalho com músicas na Educação Infantil e estas são fundamentais sempre e não somente em aulas específicas de música, onde o tempo é muito limitado para a quantidades de atividades que podem ser realizadas.
Nesse mesmo cantinho sugerimos que tenha uma Caixa com instrumentos musicais, que podem ser confeccionados pelas próprias crianças com a ajuda do professor.


Cantinho da Sucata:


Tudo que poderia ser lixo serve para você professor de Educação Infantil como um recurso de grande valia. Construir brinquedos, bonecos, casinhas; usar tampas de refrigerantes, palitos, potinhos para contagem; simplesmente manusear e distinguir cores e formas de olhos abertos ou vendados; são somente alguns exemplos do que pode ser feito com este rico material.




Cantinho das Dramatizações:


Imagine um baú repleto de chapéus, óculos, chales, bijuterias, maquiagens, fantasias, perucas, máscaras... Em frente a ele imagine um espelho na altura das crianças. Pronto! Você acaba de ter dentro de sua sala de aula um ambiente fascinante onde atividades corporais e de Jogo Simbólico serão realizadas.


Cantinho dos Jogos:


Os Jogos Pedagógicos confeccionados em EVA, cortiça, cartolina ou até mesmo os de madeira e borracha também devem estar ao alcance dos pequenos em um "cantinho" especial. Quebra-cabeças, Jogos de Encaixe e muitos outros... Sugerimos que caso não tenha como a escola oferecer nem tão pouco pedir ajuda aos responsáveis, que a professora vá confeccionando aos poucos, de acordo com as datas comemorativas por exemplo e colecionando-os numa caixa também separada.





Brinquedoteca:


E a sugestão dada aqui é que os momentos de brincadeiras com os mesmos também sejam, por vezes, supervisionados pelo professor ao qual pode fazer interferências criando situações-problemas, comparando-os a atitudes de sua realidade diária, provocando novas descobertas no meio das brincadeiras.
Um bom observador pode descobrir muito dos alunos através de suas brincadeiras e tirar proveito disso sempre.





A básica "chamadinha":


Na sua "chamadinha" básica além dos nomes e das fotos de seus alunos, da janelinha do tempo e dos dias da semana você pode incluir algo importante do dia: Uma notícia, uma data especial, um acontecimento na escola, ou simplesmente a conclusão do dia registrada por escrito juntamente com os alunos. Torne este momento diário sempre atraente e divertido. E lance mão destes recursos presentes em sua "chamadinha" sempre que necessitar não somente na hora da entrada.
RETIRADO DO BLOG -http://edu-infantilcriativa.blogspot.com/2008/01/dicas-para-cantinhos-em-sala-de-aula.html

PROJETO "FOLCLORE"

TEMA

Folclore
DURAÇÃO
Agosto de 2009
AUTORA:
Maria Aparecida Rodrigues Marques
CLIENTELA
Maternal II-B e Jardim I -B
ÁREA DE CONHECIMENTO
*Identidade e Autonomia
*Linguagem Oral e Escrita
*Matemática
*Artes
*Natureza e Sociedade
*Música
*Movimento








JUSTIFICATIVA:
O saber popular é um dos pontos de partida para o fazer pedagógico, buscando assim ampliar o conhecimento, compreensão e análise das conquistas dessa cultura e seus diversos determinantes, além da importância de se preservar as tradições de um povo.
OBJETIVOS:
• Repassar valores culturais.
• Conhecer e Resgatar a importância do Folclore.
• Conhecer músicas e brincadeiras folclóricas.
• Socializar.
• Estimular o ritmo.
• Desenvolver a linguagem oral e escrita.
• Desenvolver a criatividade.

DESENVOLVIMENTO:
No primeiro momento, trabalharemos Identidade e Autonomia, fazendo uma investigação com os alunos sobre os conhecimentos preexistentes sobre o assunto. Diante de explanações e questionamentos será feita uma listagem com os resultados obtidos:
- Roda da conversa (crianças em círculo)
- Explicar o que é folclore: são lendas, superstições, parlendas, brincadeiras, adivinhas.
Iniciaremos o projeto contando história sobre algumas lendas:
- Lenda do Saci
- Lenda da mula sem cabeça
- Lenda do Boto
- Lenda do Boitatá
- Lenda do Curupira
Trabalharemos com as lenda, contando-as e reproduzindo-as através de desenhos .
Na aula de Artes confeccionaremos máscaras variadas ( saci, sereia, curupira, caipora).
Na área de Matemática trabalharemos com jogos de memória, confeccionados pelos próprios alunos.
Também em Artes modelaremos o cachimbo do "saci-pererê" e o "Bumba-meu-boi".











SUGESTÃO DE HISTÓRIA


Era uma vez em uma floresta vários personagens lendários, que resolveram promover uma festa a fantasia para comemorar o dia do Folclore.
Começaram os preparativos: a decoração, a comilança e os convites.
O Sabiá se encarregou de levar os convites.
Tudo foi organizado na caverna da Cuca.
O Curupira foi responsável pelos doces e quase botou fogo nas panelas
A Iara trouxe os enfeites: pedras coloridas , conchas, estrelas-do-mar e peixinhos.
Chegou a grande hora. Os parentes, amigos e todos os lendários foram chegando.
O DJ era a Mula-sem-Cabeça que estava enlouquecida para agitar a galera.
Logo entrou o Saci Duas Pernas, o Lobiboi, a Iara Pocotó, o Curuiara, a Mula-com-Cabeca, o Bumba Tatá e outros conhecidos e desconhecidos.
A Iara falou:
- Todo mundo dançando! Vamos lá galera!
A bruxa Caxuxa gritou:
- Mexam o esqueleto!
O Boi-da-Cara-Preta mugiu:
- Não pisem nos pés dos meus filhinhos!
A festa estava muito divertida e foi até o amanhecer.
Dançaram até cansar e a caverna ficar vazia. Foi uma festa sensacional!

Há! O Boto-Cor-de-Rosa comeu todo





















Aproveitaremos a aula de Linguagem Oral para trabalharmos com parlendas. Pseudo-leitura.








Uni duni tê
Salamê minguê
Um sorvete colorê
O escolhido foi você.
Lá em cima do piano
Tem um copo de veneno
Quem bebeu , morreu
O culpado não fui eu.
Lá na rua vinte e quatro
A mulher matou um gato
Com a sola do sapato
O sapato estremeceu
A mulher morreu
O culpado não fui eu.
Batalhão lhão lhão
Quem não entrar é um bobão
Abacaxi,xi,xi
Quem não sair é um saci
Beterraba, raba,raba
Quem errar é uma diaba
Borboleta, leta, leta
Quem errar é um capeta.
Hoje é sábado
Pé de quiabo
Amanhã é domingo
Pé de cachimbo
O cachimbo é de ouro
Bate no touro
O touro é valente
Chifra a gente
A gente é fraco
Cai no buraco
O buraco é fundo
Acabou-se o mundo.
Um, dois, feijão com arroz
três, quatro, feijão no prato
cinco, seis, no fim do mês
sete, oito, comer biscoito
nove, dez comer pastéis.
Quem foi a cotia
Perdeu a cotia
Quem foi pra Pirapora
Perdeu a hora
Quem foi prá Portugal
Perdeu o lugar
Quem foi à roça
Perdeu a carroça
Rico trigo
Um, dois, três
Lá vou eu!


Cadê o toucinho
Que estava aqui?
O gato comeu
Cadê o gato?
Fugiu pro mato
Cadê o mato?
O fogo queimou
Cadê o fogo
A água apagou
Cadê a água?
O boi bebeu
Cadê o boi?
Foi amassar o trigo
Cadê o trigo?
Foi fazer o pão
Cadê o pão?
O padre pegou
Cadê o padre?
Foi rezar a missa
Cadê a missa?
Já se acabou.








Ainda na aula de Artes, exploraremos a parlenda (recorte e colagem) e em Linguagem Oral, repetiremos as parlendas várias vezes para a memorização.
Também aproveitaremos esta aula para trabalharmos com adivinhas, lançando desafios de perguntas:
*O que é, o que é?

Em casa está calado,
No mato está cantando
(machado)
Nasce no mato,
Na mata se cria,
Só dá uma cria.
(bananeira)
Tem asa e não voa
Bico e não belisca
Anda e não tem pé.
(bule)
Quatro na lama,
Quatro na cama,
Dois parafusos,
E um que abana.
(vaca)
Verde come folha,
Encarnado come sangue,
Doce como o mel,
Amargo como o fel.
(café)
Tem dente, mas não come,
Tem barba, mas não é homem.
(alho)
Cai da torre,
Não se lasca,
Cai na água,
Se espedaça.
(papel)

Cai da torre,
D'água nasce,
Na água cresce,
Se botar n' água,
Desaparece.
(sal)
Uma bola, bem feita
De bom parecer,
Não há carpinteiro,
que saiba fazer.
(lua)
Do tamanho de uma bola,
Enche a casa até a porta.
(lâmpada)
Quando estamos em pé,
Ele está deitado,










No eixo Música e Linguagem Oral trabalharemos com as cantigas populares e conversaremos sobre as brincadeiras que fazem parte do Folclore.
Cantigas de roda
Ciranda cirandinha
Ciranda, cirandinha,
vamos todos cirandar,
vamos dar a meia-volta,
volta e meia vamos dar.
Ó senhora dona clara,
entre dentro desta roda,
diga um verso bem bonito,
diga adeus e vá-se embora.
Caranguejo não é peixe,
caranguejo peixe é,
caranguejo só é peixe
na enchente da maré.
O anel que tu me deste
era vidro e se quebrou,
o amor que tu me tinhas
era pouco e se acabou.
Vai embora, vai melão,
vai melão, vai melancia,
vai jambo, sinhá, vai jambo,
vai jambo, sinhá, bem doce.
Senhora dona sancha

Senhora dona sancha,
coberta de ouro e prata,
descubra seu rosto,
que eu quero ver sua cara.
Que anjos são esses
de noite e de dia
que andam me rodeando,
-padre-nosso, ave-maria.
Somos filhos de um rei
e netos de um visconde
que mandam que se esconda
debaixo de uma ponte.










Garibaldi
Garibaldi foi à missa
com o cavalo sem espora.
O cavalo tropeçou.
Garibaldi pulou fora.
Garibaldi foi à missa
com o cavalo sem espora.
O cavalo tropeçou.
Garibaldi pulou fora.
Garibaldi foi à missa
com o cavalo sem espora.
O cavalo tropeçou.
Garibaldi lá ficou


Se esta rua fosse minha

Se esta rua,
se esta rua fosse minha,
eu mandava,
eu mandava ladrilhar,
Com pedrinhas,
com pedrinhas de brilhantes,
só pra ver,
só pra ver meu bem





ATIVIDADES
Artes: quebra-cabeças sobre personagens das lendas, modelagem com massinha, jogo da memória, máscaras, montagem de um livro sobre o Folclore, oficinas de artes: montagem de pipas, bilboque, cata-vento,etc.
-Textos (poesias).
-Músicas.
-Cruzadinha.
-Atividades matemáticas.
-Histórias.
-Caça-palavras.
-Jogos e brincadeiras.
-Liga-pontos.
- Caixa de livros na sala de aula
- Rodas cantadas
- Jogos e brincadeiras
- Fantoches de dedo
- Painel na sala
- Jogos de encaixe de provérbios
- Dominó de adivinhas
- Dobradura de personagens lendários
Conceitos atitudinais
*Interesse e respeito pela sua cultura.
*Preservação pela tradição de seus costumes.





Sugestões de Brincadeiras:
• Amarelinha
• Bolinhas de sabão
• Bilboquê
• Gosta desse
• Passa anel
• Boca de forno
• Balança caixão
• Cabra cega
• Jogo da velha
• Seu reizinho mandou
• Boca de leão
• Viva o bandor
• Meia, meia lua
• Vai e vem, etc...
Questionaremos com os pais, quais as brincadeiras que eles já brincaram com seus filhos, resgatando assim as brincadeiras de antigamente.
No eixo Movimento, poderemos então trabalhar as brincadeiras propostas pelos alunos.

RECURSOS:
Materiais:
*Livros de Histórias sobre folclore;
*Materiais para confecção de máscaras: cartolina, lápis de cor ou giz de cera, tesoura, lastex.
* Massinha para modelagem;
*Materiais para oficina de Artes: garrafas plásticas, vazias (de refrigerante), papel sulfite, seda, fantasia, palitos de churrasco, cartolina, cola, tintas diversas.
*DVD - Sítio do Pica-pau Amarelo.
AVALIAÇÃO:
A avaliação será feita através da participação contínua durante as atividades propostas.


REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:
Livros :
• Dia- a - Dia do Professor
PINTO Gerusa Rodrigues e
LIMA Regina Célia Villaça Lima
Editora FAPI LTDA
Volume 3

ANEXOS:
Sites de pesquisas:

WWW.aprendemimosodosul.com.br
www.ifolclore.com.br
www.folclorebrasileiro.com.br
“CEIM Casulo Santa Terezinha do Menino Jesus”.
Data: 01 a 03 de julho de 2009
Assunto: Estações do Ano.
Período: Maternal –II-B , Matutino
Professora: Maria Aparecida Rodrigues Marques e Julio Cezar de Oliveira

OBJETIVOS:

*Identificar as estações do ano;
*Saber identificar o tipo de vestuário e alimentação adequado às estações;
*Desenvolver a linguagem oral;
*Estimular a criatividade;
*Socializar;
*Desenvolver a atenção e o
raciocínio

INCENTIVAÇÃO:


* Música
*Poemas;

*Fantoches;;

*Livro das Estações;

*Artes;
* Brincadeiras

DESENVOLVIMENTO:

- Organizar as crianças em rodinha de forma que todas possam olhar-se e interagir.
Conversar sobre as Estações do ano.

ATIVIDADES:

01/07 – História ( As estações do ano) e brincadeiras dirigidas;
02/07 – Pintura ( As estações do ano) e música;
(03/07 – Confecção do livro

Dicas para trabalhar com maternal e sugestões de atividades

Quinta, 27 de janeiro de 2011
Dicas para trabalhar com maternal
Sugestões de Atividades:
- Controle dos esfíncteres, de forma gradativa e com grande paciência e estímulo/incentivo por parte do professor.

- Higiene Bucal após as refeições, estimulando e incentivando para o uso da escova.

- Alimentar-se sozinho, com ajuda do professor, aos poucos as crianças aprendem a levar a colher sozinha à boca.

- Introdução de alimentos sólidos, onde aos poucos as crianças deverão se alimentar normalmente, como as crianças maiores, tirando a sopa e a fruta.

- Estimulação do próprio corpo, identificando e nomeando as partes. Pode utilizar músicas e brincar de lavar a boneca. No banho também nomeia-se o corpo.

- Garatuja: folhas em branco, onde a criança poderá pintar com lápis, giz de cera e/ou guache (tomando muito cuidado para não levar à boca e aos olhos).

- Exercícios de encaixe, sempre incentivando para que a criança acerte. De início o professor deve ajudar a criança, até que ela consiga associar a forma ao buraco.

- Jogos de bola em rodas, promovendo a integração social, onde a criança deverá joga-la para o amigo, dizendo o nome (ou dito pelo professor).


- Trabalhos manuais com massinhas e argila, deixando que estes manuseiem bastante.

- Incentivo e desenvolvimento da fala, onde o professor deverá conversar e estimular para que a criança consiga manifestar o que quer, não permitindo que ela só se manifeste por gestos.

- Ampliar seu vocabulário, conversando diariamente, com a criança sobre os aspectos do dia-a-dia.

- Incentivar e permitir a fala da criança em todas as atividades possíveis, falando corretamente com a criança. Mostrar à criança a conveniência de falar em voz baixa, trabalhando com a criança o saber escutar.

- Apresentação das cores.

- Trabalhos com músicas gestuais, cantigas de roda e dança, estimulando partes do corpo.

- Contos de histórias curtas.

- Coordenação motora livre, como rasgar papel, brincar de massinha, etc.

- Brincadeiras de imitar os adultos, como escovar os dentes de bonecas, fazer comidinha, ir as compras, banho de bonecas, etc.

- Explorar o ambiente escolar, mostrando árvores, passarinhos, parquinho, etc.

O uso do parquinho diário, pois nessa idade a criança tem bastante energia e grande dificuldade de concentração, por isso todas as atividades devem ser curtas e com bastante estímulo/incentivo por parte do professor.

- Imposição de limites e boas maneiras, dizendo “não” à criança, toda vez que colocar em perigo si mesmo, os colegas, tias e o ambiente escolar.

- Traçados simples: Coordenação Motora.

- Formas Geométricas: círculo, quadrado e triângulo.

Estímulos para os bebês:
“O adulto precisa apresentar o mundo”

• Chocalho com garrafa pet, copo de iogurte, yakult...
• Saquinhos de cheiro feito com tnt algodão e vários aromas.
• Bolinhas de cheirinho feito com meia calça
• Caixa surpresa, encapada e com um buraco para caber a mãozinha do bebê.
• Tampas de Nescau com figuras.
• Cds com figuras, furado e usado como móbile.
• Abrir uma caixa de papelão e fazer uma casa, ou um carro.
• Janelinhas das sensações.
• CD com cantigas com voz de criança, músicas clássicas.
• Sagu com anelina dentro de peti, pode usar também gliter, lantejoula...
• Varal das sensações.
• Cestos dos tesouros.
• Pendulo com bola e elástico colado no teto.
• Soprar ( canudo grosso), fazer bolhas ensinar a criança a respirar pelo nariz( variar com gelatina colorida).
• Tnt, brincar colar gravuras em cima contar histórias...
• Marcadores textuais na história narrada pelo educador como: “aí, daí, então, depois, acabou”.
• Tambor com latas, usando balão e tnt com bastante cola como tampa, rolo com celofane numa ponta para olhar e falar.
• Cabides de fita e tampas com gravuras.
• Gravuras na altura da criança, no chão, teto...
• Propor sons: pam pãrarã, pim,pirim pimpim.
• Incentivar as crianças a tocarem a parte do corpo que diz a música.
• Móbile de abelha material: novelo de lã asa de balão e antena de palito no anzol, imitar o som da abelha zum, zum...

Plano de Aula, História, Relatório, sequência didática,Educação Infantil, Projetos...

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email