Maria Aparecida Rodrigues Marques

Minha foto
Mimoso do Sul, ES, Brazil
Maria Aparecida Rodrigues Marques tel:28-999868860

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

MATERIAL ESCOLAR 2012

MATERIAL DE USO PESSOAL:


(Todo o material deverá conter o nome do aluno)


• 1 tesoura sem ponta de boa qualidade (com nome);
• 1 caixa de lápis de cor (12 cores);
• 1 conjunto de canetas hidrocor, ponta grossa, (12 cores);
• 1 lápis preto nº2 (com nome);
• 1 borracha branca sem cheiro;
• 1 apontador (com nome);
• 1 tubo de cola branca ;
• 1 tubo de cola bastão;
• 1 cola gliter e uma anilina ;
• 2 caixas de massa de modelar ;
• 1 pincel nº.13 ou 14 (com nome);
• 1 caderno de desenho de capa dura grande e de 96 folhas;
• 1 caderno de  capa dura grande (dever de casa);
• 1 refil (grande) de cola quente;
• 1 caixa de gizão de cera (curto);
• 1 conjunto de 06 cores de tinta guache;
• 1 pasta preta com 100 folhas
• 100 folhas de ofício coloridas
• 3 folhas de E.V.A;
• 3 folhas de color set;
• 1 metro de papel contact transparente;
• 1 brinquedo para ficar na escola, conforme a faixa etária;
• 1 brinquedo para praça;
• 1 pacote de figurinhas de E.V.A;
• 1 avental para usar nas aulas de pintura, colocar nome;
• 1 caneta de retroprojetor( EVA) preta;
• 1 rolo de durex colorido;
• 1 pacote de palitos de picolé;
• 1 pacote de pedra hume;
• 1 pacote de pregador de roupas;
• 1 fita crepe;
• 1 rolo de durex grande
• 1 Revista para recorte

                                                                                     Tia Cida Marques

SEJA BEM VINDO DE VOLTA AS AULAS


Objetivos:


Conhecer a escola como um ambiente onde todos têm algo a oferecer;

Despertar o gosto pela escola e pela freqüência as aulas;

Promover atividades lúdicas de conhecimento das dependências e pessoas que trabalham na escola;

Conhecer os direitos e deveres de alunos, professores e demais funcionários da escola.


Segunda-feira:

- Acolhida e apresentação da professora e dos alunos.

- Conhecendo a Sala de aula, a professora e os colegas.

- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera;Pinturas; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.

- Aprendendo as músicas da rotina.

- Avaliação do dia e preparação para a saída; entrega de lembrancinha.


Terça-feira:


- Acolhida e apresentação da professora e dos alunos.

- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.

- Confecção do crachá de identificação dos alunos.

- Aprendendo as músicas da rotina.

-Atividades de sondagem: coordenação motora, movimento

- Avaliação do dia e preparação para a saída



Quarta-feira:


- Atividades iniciais de rotina: Rodinha ; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia

- Brincadeira para fixação do nome dos alunos.

- Confecção de painel coletivo: nossos primeiros passos rumo ao futuro começa aqui( marca de tinta com os pés)

- Conhecendo a escola: Conversa sobre a escola, suas dependências e funções

- Roda de Leitura: ( ler um livro de estória)

- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.

- Avaliação do dia e preparação para a saída.



Quinta-feira:


- Atividades iniciais de rotina: Rodinha ; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia.

- Roda de Leitura: ler um livrinho de estória

- Visita às dependências da Escola.

- Conversa sobre a visita à Escola, sobre os funcionários ...

- Desenho : minha escola.

- aprendendo as músicas da rotina

- Atividades diversificadas: Modelagem; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira...

- Avaliação do dia e preparação para a saída.


Sexta-feira:



- Atividades iniciais de rotina: Rodinha; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia.

- Atividades de sondagem: movimento, coordenação motora, colagem.

- Atividades diversificadas: Desenho livre com giz de cera; Modelagem; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira...

- Atividades recreativas no pátio: corre cotia; vivo ou morto; brincadeiras de roda...

- Avaliação do dia e preparação para saída; entrega de lembrancinha.

creditos:

Retirado do blog   http://docemagiaemensinar.blogspot.com/

Projeto: De volta as aulas com alegria


Objetivos:

Conhecer a escola como um ambiente onde todos têm algo a oferecer;

Despertar o gosto pela escola e pela freqüência as aulas;

Promover atividades lúdicas de conhecimento das dependências e pessoas que trabalham na escola;

Conhecer os direitos e deveres de alunos, professores e demais funcionários da escola.

Segunda-feira:

- Acolhida e apresentação da professora e dos alunos.

- Conhecendo a Sala de aula, a professora e os colegas.

- Confecção do crachá de identificação dos alunos.

- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.

- Aprendendo as músicas da rotina.

- Avaliação do dia e preparação para a saída.


Terça-feira:

- Acolhida e apresentação da professora e dos alunos.

- Reunião com os responsáveis e entrevista para preenchimento da ficha de entrevista da Educação Infantil.

- Conhecendo a escola: o banheiro, o refeitório e a direção.

- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.

- Aprendendo as músicas da rotina.

- Avaliação do dia e preparação para a saída


Quarta-feira:

- Atividades iniciais de rotina: Rodinha – Bom dia; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia

- Brincadeira do chapéu para fixação do nome dos alunos.

- Conversa sobre a escola, suas dependências e funções.

- Conhecendo a escola: o pátio, o parquinho e a sala de jogos.

- Roda de Leitura: A Turma na Escola.

- Atividades diversificadas: Modelagem com massinha; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira; Desenho livre com giz de cera; Caixa de brinquedos; Casinha da boneca.

- Avaliação do dia e preparação para a saída.


Quinta-feira:

- Atividades iniciais de rotina: Rodinha – Bom dia; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia.

- Roda de Leitura: A Escola do Marcelo.

- Visita às dependências da Escola.

- Conversa sobre a visita à Escola, sobre os funcionários ...

- Música: A minha escola

- Atividades diversificadas: Desenho da Escola com giz de cera; Modelagem; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira...

- Avaliação do dia e preparação para a saída.


Sexta-feira:

- Atividades iniciais de rotina: Rodinha – Bom dia; observação do tempo; Calendário; Oração; Chamadinha; Hora da Novidade; Planejamento do dia.

- Roda de Leitura: Poesia Minha Escola.

- Trabalhando a palavra ESCOLA (identificação e letra inicial).

- Pintura com giz de cera no relevo da Escola e colagem das janelas.

- Música: A minha escola

- Atividades diversificadas: Desenho da Escola com giz de cera; Modelagem; Jogos de encaixe; Construção com blocos de madeira...

Creditos:

http://aprendizagememacao.blogspot.com/

Dicas importantes para educação dos filhos

Uma criança aprende mais pelo que vê do que pelo que ouve
Isso quer dizer que seu exemplo de vida, papai e mamãe, vai ficar impregnado em seus filhos muito mais do que discursos ou sermões. Não siga o ditado "faça o que eu digo mas não faz o que eu faço". Não dá certo. Por isso é que os filhos se parecem com os pais, porque imitam tudo o que os pais fazem e dizem. Eles copiam o jeito de falar, de agir, de comer, de se vestir, de andar, etc. Vocês pais são os referenciais de conduta de seus filhos. Vocês são os herois dos pequenos. Seja um heroi de verdade. Seja um heroi do bem, um heroi positivo.

Brincar educa

Crianças precisam brincar. A brincadeira faz parte de seu desenvolvimento, amadurecimento, socialização e interação com o mundo que o rodeia. Quando a criança nasce ela não sabe brincar, precisa aprender. E quem vai ensinar essa criança a brincar? Os pais, principalmente, mas também os outros adultos que convivem com ela. Como? Brincando com ele e não mandando "vai brincar".

Papai e mamãe, brinquem com seu filho com brincadeiras simples que possam ser um momento delicioso para eles e para vocês também.

Bater não educa

Bater não educa. Por quê? Porque quando os pais batem é porque estão cansados, estressados, nervosos ou brigaram com alguém e não conseguem resolver a situação com os filhos de outra maneira. Então vai um tapa, ou vários. Ferem, machucam, agridem os filhos e, no fundo, também os pais. Pode mudar o comportamento? Talvez. Educa? NÃO. Como resolver? Estabeleça regras, um método de disciplina (que é ensino, não castigo!) e um incentivo para ensinar os filhos que esse comportamento está errado e que você vai ensinar o comportamento certo.

Cuidados com a alimentação das crianças

• A alimentação é uma das preocupações dos pais. Como ensinar os filhos a desenvolver hábitos alimentares saudáveis e adequados à idade ? Como conseguir que a hora da refeição seja um momento agradável da família para conversar, trocar idéias e usufruir de uma comida gostosa sem brigas ou discussões? Como ensinar os filhos a comer alimentos variados? A resposta a essa questões está na própria família, nos pais e no exemplo que eles dão para seus filhos.

• Lembrem que os filhos aprendem com os pais, imitando as atitudes deles. E a comida é uma dessas atitudes que é adquirida e desenvolvida ao longo do tempo e pelo convívio na família. Pais que não comem verduras ou legumes tem filhos que também não comem verduras ou legumes. Pais que tomam refrigerante tem filhos que só querem tomar refrigerantes. Pais que comem na frente da tv tem filhos que só comem na frente da tv. E assim por diante. Não pretenda que seja diferente. Se você quer mudar algum hábito em seu filho tem que partir de você. Eles aprendem com o exemplo.

• Uma idéia para estimular seu filho com respeito à comida é envolvé-lo em atividades gastronômicas. Isso é para meninos e meninas. Por um lado é uma maneira de ajudá-lo a desenvolver a criatividade e o gosto pelas tarefas da casa. Além disso favorece o convívio em família e oferece momentos divertidos. Em vez de jogos de computador, a atração é a velocidade do liqüidificador e a descoberta dos nomes das hortaliças. Farinha espalhada e ovos quebrados são muito divertidos e acrescenta novidade com responsabilidade e conhecimento. E a sujeira? Fácil. Ensine a limpar e organizar tudo. A diversão e o aprendizado são garantidos.

Importância das horas de sono

• O sono é um momento fundamental para o crescimento e desenvolvimento da criança. No momento em que ela dorme, além de descansar seu corpo, acontece um processo de assimilação do aprendido e incorporado durante o dia, das experiências vividas, das emoções experimentadas e de tudo o que tem a ver com o dia a dia de uma criança. Por isso é tão importante que essas horas de sono sejam programadas pelos pais, incorporadas à rotina e cuidadas como algo muito precioso.

• Cada idade, durante o crescimento da criança, requer um tempo maior ou menor de sono. Quando o bebê nasce, ele passa a maior parte do dia dormindo com intervalos para mamar, tomar banho, brincar e responder aos estímulos dados pelos pais e pelos adultos que convivem com ele. Sim, é importante que desde bebês as crianças tenham um rotina onde estão incluídos o brincar, o dormir, o acordar, o mamar e o começar a conectar-se com o mundo. Faça um teste e verá o resultado.

• À medida que a criança vai crescendo, vão diminuindo os períodos de sono durante o dia e aumentando os períodos acordados, já que as atividades a serem realizadas durante esses momentos são mais estimuladoras, as brincadeiras chamam mais a sua atenção e a criança tem mais motivos para querer ficar acordada aproveitando tudo o que o mundo e sua família oferece. Mesmo assim, ele deve ter um longo período de sono noturno e duas sonecas durante o dia, uma de manhã e outra de tarde. Se você conseguir manter esse ritmo verá que seu filho estará bem disposto, de bom humor e pronto para brincar, aprender e desenvolver durante o resto do dia.

• Uma criança que tem horário para dormir e para acordar é uma criança feliz. Isso porque significa que tem uma rotina que dá segurança para ele e seus pais. Quando a criança começa a freqüentar a escola, por volta dos 5 anos, geralmente dorme somente à noite, por isso ela deve dormir umas 10 horas para poder recuperar as energias gastas durante o dia e incorporar no seu cérebro, no seu interior todas as informações recebidas durante o dia. Ah! E também é importante para que seus pais tenham um tempo de descanso e de conversa para trocar idéias, assistir um filme e também para namorar.

Cuidado para não ser um pai superprotetor

• Os pais devem educar seus filhos para serem autônomos. Quando bebê, a criança é totalmente dependente dos pais. À medida que ela cresce, deve aprender a realizar certas tarefas sozinha, de acordo com sua idade e suas possibilidades, como tomar banho, vestir-se, comer, escovar os dentes, arrumar os brinquedos, etc. Claro que sempre sob a supervisão dos adultos que previamente irão ensinar como realizar as tarefas. Assim elas crescerão responsáveis, confiantes e independentes.

• Os pais que superprotegem seus filhos, que fazem tudo por eles e não os deixam experimentar por si só as novas e diferentes situações, não dão a eles a condição de enfrentar os problemas que todos nós podemos encontrar na vida, sejam de ordem psicológica, física ou emocional. Vivemos numa época de muitas incertezas, no entanto, é importante permitir o contato com a realidade para que eles aprendam, aos poucos, a enfrentar situações novas.

• Você sabe quais são as conseqüências que a superproteção pode gerar na criança? Seus filhos podem crescer inseguros, sem iniciativa, agressivos, tímidos, estressados, egocêntricos, com baixa autoestima, infelizes e incapazes de tomar decisões e de solucionar problemas. A solução não é deixar seus filhos livres ao vento mas educá-los e orientá-los para que aprendam a enfrentar as situações com autonomia e determinação.

O que é respeito? Como se ensina a respeitar?

• O que é respeito? É dar atenção, honra e consideração. Respeitar para ser respeitado, essa é a chave do sucesso. Esse é o lema que todos devemos aprender. Onde deve começar? Em casa, entre os pais, para que seja um exemplo a ser seguido pelos filhos. Quando começar? Desde que o bebê nasce e ele pode ver que o respeito reina em sua família.

• A criança aprende a respeitar quando ela tem bons exemplos em casa. Não adianta ensinar seu filho a não xingar ou não gritar, quando ele vê você fazer isso diariamente, dentro e fora de casa. Assim é importante que os pais ajam sempre como o tipo de pessoa que eles gostariam que seus filhos fossem. Lembrem que os pais são modelo e referencial para seus filhos.

• Muitos pais confundem respeito com permissividade. Absolutamente errado. Respeitar os filhos não é deixá-los fazer o que eles querem. Os pais são responsáveis pela educação dos filhos e faz parte dessa educação colocar regras e limites e orientá-los sobre como se comportar. Mas também precisam ouvir a criança, conhecer os filhos, dar atenção e consideração. Assim eles se sentirão amados e cuidados em suas necessidades.

Momentos de lazer são muito importantes para a criança


• Estabeleça uma rotina para que seus filhos tenham esses momentos, livres de toda responsabilidade de atividades escolares ou outros compromissos diários para poder brincar. Cuidado para não sobrecarregar sus filhos com atividades extra escolares como aulas de inglês, computação, natação, futebol, ballet, etc., etc., etc. É muito bom que as crianças façam esportes e estudem inglês, mas cuide de que não seja em excesso.

• Proporcionar um tempo de lazer para as férias é muito importante para relaxar e mudar a rotina de toda a família. Os acampamentos de férias são muito saudáveis, divertidos e estimulantes. Ajudam as crianças a desenvolver relacionamentos e a fazer atividades dirigidas longe dos pais. Tenha cuidado ao escolher o adequado para seus filhos. Informe-se, conheça e decida com responsabilidade qual é o melhor lugar para seus pequenos.

• Outra sugestão para os momentos de lazer em família é a visita aos museus. Pode parecer um programa um pouco chato para uma criança, somente para adultos ou para quem gosta de arte. Mas há uma grande variedade de museus interessantes para todas as idades e gostos. Visitar um museu é uma experiência muito rica na qual podemos unir diversão com educação. Para tornar o dia inesquecível para os filhos, o melhor é planejá-lo com antecedência. Informe-se e bom passeio, seus pequenos vão adorar.

Retirado: http://www.sbt.com.br/supernanny/dicas/default.asp?id=all

12 Maneiras de Transformar o Seu Aluno em seu Fã

Manter um aluno por dois, três anos é relativamente fácil, com as dificuldades de se mudar de escola: o estudante tem de adaptar-se a um currículo totalmente novo, novas regras, etc.

O problema é que essa tática não garante que os parentes daquele aluno se matriculem ali. E tratando-se de ensino superior, vai frustrar o aluno, que não se sentirá preparado para sua profissão, e também não vai indicar a nenhum amigo ou conhecido a essa instituição.
Um dos grandes desafios das escolas hoje é tornar seus alunos fãs, para que eles permaneçam na instituição e tragam novos estudantes. Veja algumas dicas:
1.Seja fonte de novas idéias: todos seus alunos estão preocupados, em graus diferentes, com o futuro, com a maneira pela qual o mundo funciona. Apóie seus alunos nesse sentido, dando-lhes informações sobre o cotidiano que não estão no currículo. A escola também pode realizar palestras e bate-papos com profissionais de sucesso, futurólogos, economistas, etc.
2.Demonstre que você tem o conhecimento: o conhecimento que seus alunos esperam, muitas vezes, não é aquele que o professor passa na sala de aula. Que tal fornecer-lhes instruções básicas de economia, marketing pessoal e outros assuntos necessários para sobreviver lá fora? Desenvolva rápidos livrinhos sobre esses temas e distribua a seus alunos.
3.Transmita a imagem correta: se você quer que sua instituição de ensino seja reconhecida como a melhor da região, então faça com que tudo à sua volta reforce essa imagem. Não é necessário contratar um decorador e cobrir seu escritório com tapetes e quadros caros,
4.Conheça o aluno: não assuma que você entende os anseios e as necessidades de todos os alunos. Cada bairro da cidade, cada classe social produz pessoas es.com necessidades e visões diferentes. Dentro de cada bairro, cada família possui suas peculiariedades. E dentro de cada família, cada pessoa tem seu modo único de pensar. Muitos colégios erram ao se apoiar em estudos referentes ao "aluno brasileiro médio". Ora, trabalhar com a média vai fazer, no máximo, que você crie uma escola igual às outras. Gaste algum tempo entendendo a comunidade que você quer atingir.
5.Demonstre que você está aprendendo constantemente: esse é um componente chave para garantir o relacionamento escola-aluno. Para que um estudante sinta-se confortável com o passar do tempo, você deve mostrar que está constantemente aprendendo, tornando-se mais atual, útil e competente. Ficar estagnado é fatal para qualquer instituição.
6.Comunique-se claramente: manter um entendimento claro e cristalino com seus alunos é mais importante do que nunca. Cuidado com aquelas circulares cheias de termos técnicos. Algumas são escritas de uma maneira que só confunde os alunos e pais. Esqueça, portanto, as "atividades de campo interativas para observação da variedade da fauna nacional no Bosque e Jardim Botânico Municipal Memorial Etelvina Montes Farberbara.". Escreva "visita ao Jardim Botânico".
7.Seja acessível: mantenha suas portas abertas, esteja sempre pronto para falar com seus alunos. A grande maioria não abusa dessa facilidade de acesso, embora eles se sintam mais seguros ao saber que podem contatá-lo sempre que precisarem. Diminua a burocracia entre a direção e os alunos.
8.Ouça: deixe o aluno falar e você vai acabar descobrindo exatamente o que ele deseja para que suas aulas e sua escola sejam ainda melhores. Somente quando você tem uma imagem bem clara dos motivos e preocupações dos estudantes é que você pode montar uma escola específica para aquela realidade. Abuse de caixas de su
9.Pense como o estudante: foque no que agradou a você como aluno, quando você sentava do outro lado da sala, bem como as coisas que fizeram você trocar de escola ou faculdade. Assegure-se de praticar a primeira parte, e evitar a segunda. E resista à tendência comum de achar que o que é bom para a sua escola é automaticamente bom para os alunos. Não é, mas o inverso é verdadeiro: o que é bom para seus alunos, no final das contas, vai ser bom para sua instituição. Pense nessas leis sempre que for aprovar algo para sua instituição. Aquela nova ação vai tornar o estudo melhor, mais fácil ou agradável?
10.Nunca decida o que um aluno quer: os estudantes querem conselhos, dicas, sugestões e não conclusões o tempo todo. Então ofereça opções e alternativas. Ensine-os a pensar e analisar. Existe um espaço para verdades absolutas na escola (2 + 2 =4), mas ele não deve ser dominante no relacionamento com os alunos. Trabalhe para criar um cenário que permita ao aluno decidir, apontando aspectos positivos e negativos de algumas situações. Você estará desenvolvendo características que serão muito úteis para eles mais tarde.
11.Torne-se paranóico: Andy Grove, presidente da companhia de peças de computador Intel, sugere que seu sucesso é resultado direto de sua paranóia. É a paranóia que o mantém engajado, atento e fazendo perguntas.
12.Se você não pode ajudar o aluno, seja honesto: a prova do profissionalismo é dizer não. Não existe maneira de uma escola (ou professor) ser capaz de fazer mentindo.

Créditos:

Retirado da Comunidade do Orkut : Amo a educação Infantil

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Nos primeiros dias de aula ...

A criança volta de um longo período de férias, onde esteve longe da escola, dos amigos e professores e há, ainda, os que estão iniciando a vida escolar.Toda essa mudança influi no estado emocional da criança, fazendo vir a tona sentimentos de ansiedade, insegurança, medo e curiosidade.

Neste período de adaptação é de extrema importância criar um vínclulo afetivo, bastante carinhoso com os alunos, a fim de minimizar tais sentimentos com os quais a criança ainda não sabe lidar.
um abraço pode estabelecer uma relação de amizade com os alunos, mostrando que a escola também é um lugar onde há momentos de descontração e alegria.
Sugerimos algumas dinâmicas super simples para presentear os alunos e tornar mais doce seu primeiro dia na escola .

Dinâmicas de Volta às Aulas


Muitos autores têm afirmado que as escolas deveriam entender mais de seres humanos e de amor do que de conteúdos e técnicas educativas. Cada vez mais percebemos a importância da educação ser pensada como meio de promover a própria vida.
Infelizmente, o currículo atual da maioria das escolas ainda prioriza o desenvolvimento cognitivo, o conteudismo, excluindo a emoção humana e o afeto do processo ensino-aprendizagem.
Para que tenhamos uma educação mais humanista se faz necessário que o educador abandone as velhas concepções de ensino e busque uma nova visão que possa construir uma sociedade mais justa, democrática e solidária.
É necessário que o professor invista na formação de vínculos afetivos, acreditando na pessoa e compreendendo seus limites individuais. O educador precisa recuperar a afetividade na escola, não somente o afeto que consola, mas também o afeto que impulsiona, pois aponta caminhos e reconstrói a esperança num mundo melhor.
Nos primeiros dias de aula é fundamental sondar as expectativas do grupo e integrá-lo. Portanto, inicie de forma acolhedora e afetiva, assim ficará mais fácil planejar aulas onde os sentimentos estejam presentes e não só a razão.

“Escola é, sobretudo, gente,

gente que trabalha, que estuda,

que se alegra, se conhece, se estima.

A escola será cada vez melhor

na medida em que cada um

se comporte como colega, amigo, irmão.

Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar,

é também criar laços de amizade,

é criar ambiente de camaradagem,

é conviver, é se 'amarrar nela'!”

(Paulo Freire)


Sugestões de atividades práticas: ( De acordo com a idade de cada turma)

Painel de boas vindas interativo:

Alguns professores passam horas desenhando murais e painéis para ornamentar a sala de aula. Sugerimos que haja um equilíbrio e que o acolhimento seja interativo e esteja presente em toda a ecola e não em algumas salas.

A VIAGEM


Objetivos:

Levantar as expectativas dos alunos em relação ao ano letivo;

Acolher o novo grupo;

Ornamentar a sala de aula de maneira significativa.

Procedimento:


O professor afixa na parede da sala um painel com uma paisagem de fundo. No mesmo deve estar escrito: Sejam bem-vindos a viagem do saber!

A paisagem de fundo pode ser: marítima, celeste, florestal, etc...

A proposta é construir o painel com o grupo.

Sendo paisagem marítima, propor que cada aluno faça a dobradura de um barco e imaginem a viagem decorando-o livremente e escrevendo uma palavra ou frase o que espera alcançar durante a mesma, ou seja, quais são suas expectativas em relação ao ano letivo.

Sendo celeste podem ser confeccionados pequenos aviões de papel.

O fundo florestal permite que cada um escolha um animal ou planta com o qual se identifica e construa da mesma forma: dobrando, recortando, colando...

O importante é que os alunos expressem seus sentimentos e desejos. Com tudo pronto oportunizar um momento agradável onde cada um prenderá o que construiu no painel de boas-vindas interativo, apresentando-se à turma.

TEIA DE ARANHA


Objetivo:

Estimular o entrosamento entre os alunos.

Procedimentos:

Propor que os alunos fiquem em pé, forando um círculo.

Entregar um rolo de barbante ou cordão.

Solicitar um voluntário para iniciar a tarefa sugerindo que o mesmo escolha um membro do grupo para entregar uma outra parte do cordão e receber uma mensagem sua.

Sucessivamente um vai abrindo o rolo e entregando a um colega até que todos tenham recebido a mensagem e o cordão, formando assim a teia de aranha.

Em um segundo momento, com todos sentados levantar a questão: O que pode e não pode ter em nossa teia? Listar as opiniões dos alunos para a confecção de um painel de combinados da classe.

Para encerrar permitir que os alunos ilustrem o painel através de uma técnica artística: desenho, recorte, colagem, dobradura, etc...

QUE MÚSICA VOCÊ É?

Objetivo:

Propiciar a apresentação dos alunos de forma descontraída;

Levar os participantes a identificarem seus ritmos e gêneros musicas, assim como refletirem sobre a importância de respeitar as preferências alheias.

Procedimentos:

Solicitar aos alunos que escolham dentre as músicas que conhecem e gostam um trecho que, de alguma forma, o represente.

Cada um deve cantar o trecho escolhido para a turma.

O professor/dinamizador da atividade tem o papel de sondar se todos já ouviram aquela música, quem é o cantor(a), qual gênero musical, por que foi escolhida, se alguém não gosta, etc.

A regra é não repetir as músicas já apresentadas e respeitar as preferências dos colegas.

Com todos devidamente apresentados pedir que sistematizem no papel criando um cartaz de sua apresentação.

Com todos os cartazes prontos criar um painel para sala de aula: “Somos como músicas”.

ÁRVORE DOS SONHOS


Representar uma árvore no papel pardo ou cartolina; afixá-la no painel ou parede. Em cima da árvore, escrever uma pergunta relacionada com o assunto (pode ser sobre questões ambientais, regras de convivência, o ambiente escolar etc) que será tratado durante o bimestre, trimestre... Ex.: Como gostaríamos que fosse...?

Cada criança receberá uma "folha da árvore" para escrever seu sonho, o sonho é o que a criança espera que "aconteça de melhor" para o assunto em questão. Depois, pedir para cada criança colocar sua folha na árvore dos sonhos.

Obs: Esta atividade poderá ser retomada durante o período que for trabalhado o assunto, ou ao final do período para que haja uma reflexão sobre o que eles queriam e o que conseguiram alcançar.

DA CONFUSÃO À ORDEM


Estas atividades são ideais para que a criança perceba a necessidade da organização para o bom desempenho das atividades. O professor pode, a partir da fala das crianças, levantar algumas regras para a organização em sala de aula.

Pedir para que as crianças, todas ao mesmo tempo, cantarem uma música para o seu companheiro do lado (esta atividade gerará um caos); depois pedir a um aluno que cante a música dela para a classe. As crianças perceberão como o caos é desagradável e como a ordem tem um sentido.


O professor poderá levantar com as crianças outras situações vividas onde a organização é essencial.

O LAGO DE LEITE

(Despertar no aluno o prazer do trabalho em conjunto e a importância da ação individual na contribuição com o todo.O professor poderá falar um pouco sobre o trabalho na série, para que as crianças entendam a importância do envolvimento de todos para a realização do mesmo).

Em um certo lugar no Oriente, um rei resolveu criar um lago diferente para as pessoas do seu povoado. Ele quis criar um lago de leite, então pediu para que cada um dos residentes do local levassem apenas 1 copo de leite; com a cooperação de todos, o lago seria preenchido. O rei muito entusiasmado esperou até a manhã seguinte para ver o seu lago de leite. Mas, tal foi sua surpresa no outro dia, quando viu o lago cheio de água e não de leite. Em seguida, o rei consultou o seu conselheiro que o informou que as pessoas do povoado tiveram o mesmo pensamento: "No meio de tantos copos de leite se só o meu for de água ninguém vai notar..."

Questionar com as crianças: Que valor faltou para que a idéia do rei se completasse? Após a discussão é interessante que os alunos construam algo juntos, como por exemplo: o painel da sala. A sala pode ser decorada com um recorte que, depois de picotado, forma várias pessoas de mãos dadas, como uma corrente.
                   Pesquisa feita no http://www.projetospedagogicosdinamicos.com/volta01.htm


VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email