Maria Aparecida Rodrigues Marques

Minha foto
Mimoso do Sul, ES, Brazil
Maria Aparecida Rodrigues Marques tel:28-99868860

sexta-feira, 24 de junho de 2011

VOVÓS MODERNAS


A figura da avó não é mais daquela mulher que descansa numa cadeira de balanço, faz crochê ou prepara bolinhos de chuva à tarde.
Elas são mamães duas vezes, são a voz da experiência, algumas cozinheiras de mão cheias.
Muitas ajudam na educação dos netos, cuidam deles na ausência dos pais e fazem de tudo para se aproximar e dar carinho.
Elas agora são modernas, mergulham nas ondas da internet, respondem e-mail, entram em redes sociais como o Orkut, se relacionam com outras avós no Site Velhosamigos. Não há regras nem limites para cumprir a missão de ser avó, um universo cheio de histórias.
Por isso que as avós ganharam de presente um dia especial no calendário mundial, para serem sempre lembradas.
Parabéns a todas as avós do site dos Velhosamigos.

Um beijo, amiga Zeli de POA.

Autora: Zeli de POA


MEU CARINHO

Se alguém tem maior mérito na vida que vivemos essa é a mais importante, pois a avó é duas vezes mãe.
A avó é a mãe da mãe. Ela criou o seu ou a sua filha e hoje possui o seu ou sua netinha.
Nada mais importante do que homenageá-la no dia a ela consagrado.
Somos gratos por sua existência e pelo seu trabalho com seus netinhos que também são seus filhos por criação. Hoje vou dar o meu beijo a minha segunda mãe que trata minha filha com todo carinho e ensina a ela o caminho de bem viver.
Parabéns às vovós e aos vovôs!
Que tenham um dia de felicidade junto a sua familia e seus netinhos.

Autor: Paulo Kwamme

Avós

Uma vida...
Uma caminho percorrido...
Um destino marcado...
Uma história vivida...
Sabedoria...
Respeito...
Vida...
Amo-vos, meus avós...
Meus exemplos...
Nossas rugas que marcam a história...
Dos passos dados...
Das lutas vencidas...
Das mágoas...
Dos sentimentos...
Das guerras perdidas...
Das angustias...
Das alegrias...
Dos momentos...
Recordações...
Histórias de uma vida...
De uma luta constante...
De ser, de vencer..
Lutaram por meus pais...
Lutaram por nós...
E agora lutam por um sorriso em nosso rosto...
 vezes dou-vos um beijo rápido demais...
Talvez devesse ficar mais, saboreando a vossa pele tão enrrugada...
Talvez devesse sentir mais o rosto por onde tantas lágrimas se derramaram...
Talvez devesse pegar-vos mais na mão...
Quando contam vossas histórias...
de luta e sabedoria...
Talvez devesse sentir mais as mãos calejadas de anos de trabalho...
Talvez devesse sugar mais das vossas histórias únicas...
Mais ninguém me poderá contar as vossas histórias da mesma forma...
Mais ninguém terá uma alma, uma voz igual a vossa...
Que me inebrie...
que me embale na vossa melodia...
Amo-vos de todo o meu coração...
Neste dia, nada mais posso fazer que uma homenagem e um beijo...
Mas o essencial não é o hoje...
Porque hoje, talvez seja mais fácil fazê-lo...
O importante é não me esquecer nunca... de segurar vossa mão e a sentir...
De vós dar um beijo...
Sentir o vosso rosto...
Eu sei o que elas são para mim...
Espero que o sintam ...
Que o saibam também!

Bjos, Liza Costa



Vou pra casa da vovó

Chega de tanta injustiça
de castigo e confusão!
Vou pra casa da vovó,
não tem outra solução!
Estou mesmo decidido
e pra sempre eu me mudo.
Aqui eu não posso nada
e por lá eu posso tudo!
Posso comer chocolate,
posso até me empanturrar.
Posso comer sobremesa
até antes do jantar.
Mesmo que eu faça bagunça,
vovó não briga comigo.
Se eu beliscar o irmãozinho,
vovó não me põe de castigo!
Vou fazer a minha mala,
meu carrinho eu vou levar.
Vou levar o meu cachorro
e o meu jogo de armar.
Vou levar meu travesseiro,
levo também meu pião,
pego os meus livros de história
e o meu time de botão.
Levo as coisas que eu gosto,
pra ter tudo sempre a mão:
levo também o papai,
a mamãe e o meu irmão!


Autora: Ana Canéo
Enviado por: Regina Ribeiro




AVÓS, O MÁXIMO!!!

(Texto de uma neta, lido nas Bodas de Ouro dos avós).


Perguntaram a uma menina de nove anos o que ela gostaria de ser quando crescesse. Ela respondeu: - Eu gostaria de ser avó! Ao ser interrogada sobre o porquê dessa idéia, ela
completou:

- Porque os avós escutam, compreendem. E, além do mais, a família se reúne inteirinha na casa deles.
E a menina continuou:

- Uma avó é uma mulher velhinha que não tem filhos. Ela gosta dos filhos dos outros.
Um avô leva os meninos para passear e conversa com eles sobre pescaria e outros assuntos parecidos. Os avós não fazem nada, e por isso podem ficar mais tempo com a gente. Como eles são velhinhos, não conseguem rolar pelo chão ou correr. Mas não faz mal. Nos levam ao shopping e nos deixam olhar as vitrines até cansar. Na casa deles tem sempre um vidro com balas e uma lata cheia de suspiros. Eles contam histórias de nosso pai ou nossa mãe quando eram pequenos, histórias da Bíblia, histórias de uns livros bem velhos com umas figuras lindas.
Passeiam conosco mostrando as flores, ensinando seus nomes, fazendo-nos sentir seu perfume.
Avós nunca dizem "depressa, já pra cama" ou "se não fizer logo, vai ficar de castigo". Quase todos usam óculos e eu já vi uns tirando os dentes e as gengivas.
Quando a gente faz uma pergunta, os avós não dizem: "menino, não vê que estou ocupado?" Eles param, pensam e respondem de um jeito que a gente entende.
Os avós sabem um bocado de coisas. Eles não falam com a gente como se nós fôssemos bobos. Nem se referem a nós com expressões tipo "que gracinha!", como fazem algumas visitas.
O colo dos avós é quente e fofinho, bom de a gente sentar quando está triste. Todo mundo deveria tentar ter um avô ou uma avó, porque são os únicos adultos que têm tempo para nós.

Retirado do blog http://www.velhosamigos.com.br/
                        Parabéns a todas as avós do site dos Velhosamigos






Postar um comentário

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email